NOTÍCIAS

Baixista do U2, Adam Clayton diz estar mais feliz por superar seus problemas de saúde mental

07/04/2016 14:41 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:52 -02
Rich Fury/Invision/AP
Adam Clayton of U2 performs at the Innocence + Experience Tour at The Forum on Tuesday, May 26, 2015, in Inglewood, Calif. (Photo by Rich Fury/Invision/AP)

O baixista do U2, Adam Clayton, 56 anos, revelou que é um cara mais feliz depois de superar os problemas de saúde mental que tinha.

Ele é um embaixador da campanha Walk in My Shoes, uma iniciativa de conscientização do serviço de saúde mental St. Patrick, na Irlanda. Na próxima sexta-feira (8), 30 celebridades e blogueiros vão compartilhar selfies com a hashtag #MindYourSelfie.

“Não é algo com que você tenha que viver pelo resto da sua vida, ou algo que vá te impedir de fazer parte da força de trabalho. Mas você tem que conversar com as pessoas sobre esse problema e procurar ajuda. Você pode se recuperar”, afirmou durante entrevista ao programa de rádio Eoghan McDermott Show, da RTÉ, emissora pública irlandesa.

adam clayton u2

Segundo o baixista, a vida moderna é “um mundo muito complicado que não entendemos algumas vezes”.

“Certamente eu não entendi esse mundo e me apoiei muito no álcool e em outras coisas que me fizessem passar pelas dificuldades. Isso foi um desvio em minha própria vida, e gostaria de não ter escolhido essas distrações. Mas me trouxe de volta e cá estou agora”, desabafou.

Quando se recuperou, Clayton disse ter tido um momento “Eureka!”.

“Eu estava chateado com o que sentia. No meu caso, era difícil resistir ao pensamento de ‘Olha, você tem uma vida maravilhosa, o que há de errado com você? Com isso, fui ficando chateado com o fato de me sentir chateado.”

Os amigos foram fundamentais. Na época, aqueles que tinham passado por tratamentos de alcoolismo e de drogas disseram a Clayton que ele poderia superar seus problemas e se sentir melhor.

Clayton disse que o vício dele se tornou um problema de saúde mental. “Consegui ajuda ao rever a maneira como eu pensava e reagir diante disso. Sou um cara mais feliz agora.”

LEIA MAIS:

- Beyoncé pede que as mulheres falem sobre sua saúde mental sem se sentirem culpadas

- Atriz e modelo Cara Delevingne abre o jogo no Twitter sobre depressão e ódio de si mesma

- Wentworth Miller, de "Prison Break", escreve desabafo emocionante após sua foto virar piada