MULHERES

No Facebook, Secretaria de Direitos Humanos explica o que é 'gaslighting' e 'mansplaning'

06/04/2016 21:28 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:52 -02
Getty Images

Você sabe o que é ou já ouviu falar em gaslighting? E mansplaning?

A página da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República publicou em seu Facebook uma série de imagens para explicar o óbvio: não é só a violência física que agride as mulheres todos os dias.

Tanto a violência psicológica, como a intelectual, subestimam, fragilizam e tiram a legitimidade das mulheres em seus cotidianos.

E o que faz com que estas formas veladas de violência tenham tanta força é a falta de reconhecimento. Diferente da violência física, elas não deixam marcas na pele, mas sim, na autoestima e no amor próprio de cada mulher.

Não é só a violência física que agride as mulheres todos os dias. Com o machismo como pano de fundo, muitas outras prá...

Publicado por Direitos Humanos Brasil em Terça, 5 de abril de 2016



Na publicação do Facebook a Secretaria linkou um texto feito pelo coletivo Think Olga em abril de 2015, no qual há uma lista dando nome e explicando como a manutenção de cada uma dessas violências é feita.

Além disso, o texto também mostra como elas são invisibilizadas pela naturalização de uma série de estereótipos colocados em cima da mulher.

Em tempos de cólera dentro do cenário político nacional, é interessante olhar para estes pontos e enxergar algumas tristes semelhanças. Você já ouviu falar em gaslighting, por exemplo?

Descrição da imagem: arte quadrada, na cor roxa e no fundo o olho de uma mulher. Texto da imagem: Você é louca! Disse o...

Publicado por Direitos Humanos Brasil em Terça, 5 de abril de 2016



A página do Think Olga fez um texto neste sábado (2), levantando a questão de como o gaslighting é reforçado pela mídia, não só no caso da Dilma -- e agora também no de Janaína Paschoal --, mas de diversas outras mulheres, sejam elas políticas, cantoras, atrizes ou não famosas.

Este não é um post sobre política.Este é um post sobre GASLIGHTING, que é uma forma de machismo cruel e perniciosa....

Publicado por Think Olga em Sábado, 2 de abril de 2016



Como bem pontuou a Secretaria de Direitos Humanos: É tempo de rever atitudes e conceitos. Entender quais violências você sofre ou reproduz é o primeiro passo para mudar essa lógica.

LEIA MAIS:

- #IstoÉMachismo: Feministas, coletivos e jornalistas repudiam reportagem de capa da revista IstoÉ

- Glossário da problematização: o que significam os termos usados em discussões feministas

- A desigualdade de gênero é ensinada em casa e na escola