NOTÍCIAS
29/03/2016 10:17 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:52 -02

Sequestrador de avião egípcio liberta reféns e pede para ver ex-mulher

BEHROUZ MEHRI via Getty Images
A man believed to be the hijacker of the EgyptAir Airbus A-320, which was diverted to Cyprus, leaves the plane on March 29, 2016. The hijacker who seized the Egyptian airliner and forced it to land in Cyprus has been detained, Cypriot government spokesman Nicos Christodoulides said. / AFP / BEHROUZ MEHRI (Photo credit should read BEHROUZ MEHRI/AFP/Getty Images)

O sequestrador do avião da Egyptair desviado para Chipre pediu para se encontrar com a ex-mulher, que é cipriota, segundo fontes oficiais, e libertou mais cinco pessoas que continuavam retidas a bordo.

O homem exigiu ver a ex-mulher, que vive numa localidade próxima do aeroporto de Larnaca, onde o avião aterrissou, depois de ter sido desviado da rota que fazia entre Alexandria e o Cairo, segundo fontes governamentais cipriotas citadas pela agência France Presse (AFP).

As mesmas fontes revelaram que a mulher está sendo levada para o aeroporto.

O homem já libertou a maioria dos 81 passageiros do avião, segundo a companhia aérea. Ele deixou mais cinco pessoas saírem, aparentemente membros da tripulação.

A rádio pública cipriota adianta que o homem não é egípcio e pediu um tradutor para falar com os negociadores. No entanto, uma fonte da segurança citada pela agência oficial do Egito (Mena) garante que o homem é de nacionalidade egípcia.

Fontes da aviação civil e da companhia aérea revelaram que o homem ameaçou detonar um cinto com explosivos para obrigar o avião a desviar-se da rota que fazia entre duas cidades do Egito e obrigá-lo a descer no aeroporto de Larnaca, no Sul do Chipre.

Fontes da segurança egípcia, citadas pela agência EFE, negaram entretanto que haja explosivos no avião. A hipótese de terrorismo também foi descartada.

O aeroporto de Larnaca está fechado e os voos sendo desviados para outros terminais.