NOTÍCIAS

Menos tabu, mais informação: CVV organiza bate-papo em SP para prevenir o suicídio

29/03/2016 11:08 BRT | Atualizado 26/01/2017 22:52 BRST
Shutterstock / MitarArt

O suicídio ainda é um assunto cercado por tabus. Pouco se fala do ato ou de suas motivações, mas ele cresce silenciosamente.

No Brasil, o oitavo país com mais suicídios, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 32 pessoas por dia tiram a própria vida.

O assunto será tema de uma roda de conversa promovida pelo Centro de Valorização da Vida (CVV) no dia 7 de abril, em São Paulo. O evento é gratuito e direcionado ao público que busca respostas sobre como identificar sinais de que alguém pensa em tirar a própria a vida, além de abordar alguns mitos e verdades sobre o suicídio.

A mesa debatedora terá a psicóloga e coordenadora do Instituto Vita Alere de Prevenção e Posvenção do Suicídio Karen Scavacini, e o voluntário do CVV Antonio Batista.

Em São Paulo, a taxa de suicídio de jovens aumentou 42% entre 2002 e 2012, segundo o estudo Mapa da Violência – Os Jovens do Brasil.

A estatística também aumentou entre as jovens mulheres: o número de suicídios de quem tem de 15 a 34 anos cresceu de 20% para 25% entre 2010 e 2014.

Criado há 54 anos com o objetivo de prevenir o suicídio, o CVV oferece apoio emocional gratuito para pessoas que estejam passando por momentos difíceis, com sigilo total.

Mais de 2.000 voluntários fazem o atendimento em 18 estados mais o Distrito Federal, pelo telefone 141 (24 horas), pessoalmente (nos 72 postos de atendimento) ou pelo site www.cvv.org.br, via chat, VoIP (Skype) e e-mail.

Lidar com o luto é uma difícil missão para os pais. Tanto eles, quanto filhos e viúvos(as), podem desenvolver a vontade de se suicidar, afirmam especialistas.

O CVV possui uma cartilha, chamada Falando Abertamente sobre Suicídio, na qual esclarece algumas dúvidas sobre o ato e suas consequências.

Serviço: Roda de conversa sobre prevenção do suicídio

Data: 7 de abril (quinta-feira)

Horário: 19h30

Local: Unibes Cultural (Rua Oscar Freire, 2.500, São Paulo, próximo à estação Sumaré do Metrô)

Entrada gratuita (sugestão de contribuição: 1 peça de roupa para o Bazar Unibes Cultural)

Mais informações na programação da Virada da Saúde

LEIA MAIS:

- Facebook irá acrescentar ferramenta na rede que ajuda a prevenir o suicídio do usuário

- Suicídio não é contagioso. Precisamos falar a respeito

- Polonesa produz e estrela vídeo que explica em três minutos como é viver com depressão (VÍDEO)