NOTÍCIAS

Restaurante dá resposta PERFEITA a clientes que discriminaram garçom autista

28/03/2016 12:21 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:52 -02
reprodução/facebook

Quando os clientes desrespeitaram um empregado autista, os donos de um restaurante inglês reagiram da melhor forma possível.

Andy Foster, um autista de 45 anos, trabalha no Restaurante Grenache em Manchester, na Inglaterra, e recentemente se deparou com clientes que "pareciam ter um problema com ele" apesar de seu bom serviço, contou o proprietário Mike Jennings ao jornal Manchester Evening News. Quando Jennings explicou a situação de Foster, ele ficou horrorizado ao descobrir que os seus clientes se negaram a ser atendidos pelo empregado.

Thoughts on an incident which occurred last night....Totally unacceptable.Strongly worded but we need to get our point across.#equalopportunities

Publicado por Grenache Restaurant em Quinta, 3 de março de 2016


Hoje passamos o dia reconstruindo a autoestima de um dos membros da nossa equipe, depois de ele ter sido desrespeitado e discriminado por uma mesa no jantar de ontem à noite.

"Qual é o problema dele?” e “por que você deu esse trabalho para ele?”, os clientes perguntaram...

Aqui no Grenache, nós contratamos nossos funcionários com base na experiência e paixão pelo trabalho... e NÃO pela cor de sua pele, pela aparência, pela quantidade de tatuagens, pelo tamanho das roupas, pelas crenças religiosas ou por doenças. Nós não discriminamos!

Mas se você FAZ ISSO... então, por favor, não reserve uma mesa no Grenache. Você não merece nosso tempo, esforço, nem RESPEITO!"

#timeGrenache #oportunidadesiguais #direitosiguaisnotrabalho #respeito

"'Qual é o problema dele?' e 'por que você deu esse trabalho para ele?', perguntaram os clientes", de acordo com uma publicação do Facebook que relata a situação.

Em defesa de Foster, Jennings e sua companheira, Karen Deveney, decidiram falar sobre o ocorrido no Facebook para avisar as pessoas sobre o que o estabelecimento realmente pensava sobre o preconceito dos clientes naquela noite.

"Nós contratamos nossos funcionários com base na experiência e paixão pelo trabalho... Nós não discriminamos!", dizia a publicação na página do Facebook do restaurante. "Se você FAZ ISSO – então, por favor, não reserve uma mesa no Grenache. Você não merece nosso tempo, esforço, nem RESPEITO!"



A publicação acabou viralizando e muitos elogiaram o restaurante pela atitude contra o comportamento dos clientes.

Foster mencionou ao Manchester Evening News que esses clientes podem não ter se dado conta inicialmente de que ele tinha autismo. No entanto, o comportamento deles não tem desculpas.

“Os clientes disseram que eles não sabiam que eu era autista, mas eu não tenho que andar com uma camiseta que explica a minha condição. Eu deveria ser tratado de forma justa e exatamente do mesmo jeito que qualquer outra pessoa no restaurante”, disse.

E embora Foster não estranhe tal tratamento, o incidente o afetou.

“O incidente realmente mexeu com sua confiança e nós tivemos que conversar com ele e explicar que nós certamente não nos sentíamos da mesma maneira que aqueles clientes ", disse Jennings.

Embora os proprietários do restaurante estivessem preocupados em serem vistos como indelicados no seu status do Facebook, no fim concluíram que era a atitude certa.

"[Eu] tremia enquanto publicava, já que eu não queria que as pessoas pensassem que eu estava sendo rude – Mas daí, pensei, precisamos defender o que acreditamos!", escreveu o restaurante no Facebook. "Nossos funcionários são a base de quem somos e está é a nossa forma de defendê-los! #oportunidadesiguais"

(Tradução: Simone Palma)

Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost US e traduzido do inglês.