NOTÍCIAS
22/03/2016 16:41 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:52 -02

Rosa Weber nega recurso de Lula contra decisão de Gilmar Mendes

Montagem/STF/Agência Brasil

Como já era esperado, a ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou nesta terça-feira (22) o recurso da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para suspender parte da decisão do ministro Gilmar Mendes, na sexta-feira passada.

Mendes devolveu ao juiz Sérgio Moro as investigações que envolvem o ex-presidente na Operação Lava Jato e suspendeu a posse do petista como chefe da Casa Civil.

A ministra levou em consideração o entendimento de que não cabe uso de habeas corpus para derrubar decisão monocrática tomada por um ministro da própria Corte. "Esta Corte já firmou jurisprudência no sentido de não caber habeas corpus contra ato de Ministro Relator", afirmou no despacho.

Weber não trata do mérito da questão.

Nesta segunda-feira (21), o relator original, ministro Luiz Edson Fachin, se declarou suspeito para julgar o caso.

Há outras 22 ações no STF para que Lula possa assumir o ministério no governo Dilma Rousseff. Ontem, a Advocacia-Geral da União protocolou duas ações no Supremo alegando a suspeição de Gilmar para discutir o caso e questionando a divulgação do áudio em que Lula conversa com Dilma.

(Com Estadão Conteúdo)

LEIA TAMBÉM:

- Ao contrário de Gilmar Mendes, Fachin, do STF, se considera suspeito para julgar Lula na Casa Civil

- Fachin analisará pedido de Lula para anular decisão de Gilmar Mendes

- 'O povo paulista jamais será petista', diz Doria após vencer prévias do PSDB

- AGU pede nova liminar ao STF para nomear Lula ministro

- Diretor critica PT em peça sobre Chico e público responde com 'Não vai ter golpe'