NOTÍCIAS
21/03/2016 12:41 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:52 -02

Gabriel Jesus, do Palmeiras, fala sobre racismo sofrido no Uruguai: 'Macaco é mais esperto que ele'

O jovem atacante Gabriel Jesus, do Palmeiras, se manifestou neste domingo sobre o episódio de racismo vivido por ele na partida contra o Nacional, do Uruguai, em Montevidéu.

Na partida disputada na noite de quinta-feira, um torcedor uruguaio fez gestos de macaco quando o palmeirense passava próximo à arquibancada.


Com aparente tranquilidade, Gabriel agradeceu a educação que recebeu da mãe e disse não ter visto nem ficado sabendo da imitação quando estava no gramado pela partida da Copa Libertadores.

"Aquela cena eu não vi. Se tivesse visto, poderia me abalar. Ou não. Como não abalou quando chamaram de macaco. Graças a ela, sou quem eu sou, tenho minha personalidade. Sempre respeito todos e procuro dar o melhor no que faço".

E completou: "Lógico que ninguém quer ser perseguido assim. Ninguém quer que as pessoas te julguem com racismo. Só acho que macaco é mais esperto do que ele", disse.

O Palmeiras promete enviar à Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) as imagens com as ofensas racistas do torcedor.

LEIA TAMBÉM:

-

Quem é beneficiado pelo silêncio de Neymar frente a mais um episódio de racismo?

- Neymar 'não escutou', mas liga espanhola vai investigar ofensas racistas contra ele

- Dante rebate ofensas racistas que recebeu no Twitter: tenho orgulho de ser negro

- Após ser chamado de 'macaco' no Instagram, jogador vai processar torcedora