NOTÍCIAS
18/03/2016 11:14 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:52 -02

Gabriel Jesus, do Palmeiras, é o mais novo alvo do racismo no futebol. Até quando isso vai continuar?

gabriel jesus palmeiras

A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) sabe que o racismo é uma marca registrada contra os brasileiros na Copa Libertadores.

Na Argentina é mais comum do que é possível imaginar o xingamento de 'macaquito'. Ontem, foi a vez de um torcedor do Nacional, do Uruguai, dar mais uma mostra de que a intolerância segue ladeira abaixo na América do Sul.

O atacante Gabriel Jesus, promessa valiosa do Palmeiras, foi o mais recente alvo do atraso. Na partida de ontem, que pode ter selado a eliminação palestrina, o menor dos problemas foi o resultado.

Como mostra o tuíte abaixo, um torcedor presente no Gran Parque Central, em Montevidéu, imita um macaco próximo ao jogador brasileiro de 18 anos:


O experiente técnico Cuca, que estreou ontem no comando alviverde, saiu-se com uma péssima resposta, quando perguntado sobre o tema:

"Só temos a lamentar. São atitudes erradas. Mas tem tanta coisa errada também, que se a gente for falar, né? É melhor deixar para lá".

A resposta lembra Neymar e o seu "não ouvi", quando questionado sobre ofensas semelhantes vividas por ele no Campeonato Espanhol.

O volante Gabriel, companheiro do jovem Gabriel Jesus, foi mais propositivo:

"É lamentável, isso não pode acontecer. Acredito que o Palmeiras vai tomar as providências cabíveis. Isso não pode mais existir no futebol. Somos todos iguais. Quem sabe o Nacional seja prejudicado com isso... É uma falta de respeito com o ser humano".

Nesta sexta-feira, é possível que o clube se manifeste oficialmente, coisa que ainda não fez até aqui. Até onde vai a intolerância? E a conivência?

É hora de o Brasil marcar um gol que seja mais importante do que a classificação para a próxima fase. E a bola está com o Palmeiras.

LEIA TAMBÉM:

-

Quem é beneficiado pelo silêncio de Neymar frente a mais um episódio de racismo?

- Neymar 'não escutou', mas liga espanhola vai investigar ofensas racistas contra ele

- Dante rebate ofensas racistas que recebeu no Twitter: tenho orgulho de ser negro

- Após ser chamado de 'macaco' no Instagram, jogador vai processar torcedora