NOTÍCIAS
15/03/2016 09:47 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:52 -02

Senador Aécio Neves diz que PSDB e PMDB já conversam sobre futuro sem Dilma no governo

Pedro França/ Agência Senado

O PSDB e o PMDB já estão discutindo o futuro do Brasil sem a presença da presidente Dilma Rousseff (PT). É o que garante o presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves (MG). Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, publicada nesta terça-feira (15), o tucano afirmou que os caciques dos dois partidos possuem “pontos de convergência” sobre os rumos do País.

“É muito importante que PMDB e PSDB, além de outras forças políticas, conversem sobre o dia seguinte. As conversas começam a ser construídas com um cenário sem a presidente da República. Acho que o PSDB, qualquer que seja o desfecho, tem responsabilidade com País”, disse Aécio ao jornal.

De acordo com o senador, o foco do momento é dar agilidade ao processo de impeachment de Dilma, enquanto o partido aguarda um desfecho do julgamento da ação que pode cassar a chapa que o derrotou nas eleições presidenciais de 2014, que está em andamento no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

“Qualquer apoio ao próximo eventual governo é necessariamente apoio a uma agenda de reformas que a presidente perdeu as condições de fazer”, explicou Aécio, que negou haver qualquer possibilidade do PSDB retirar a ação na Justiça Eleitoral, caso Dilma saia e a presidência seja assumida pelo vice-, Michel Temer (PMDB).

“Ele (processo no TSE) já está num nível de coleta de provas e terá um desfecho. Hoje o processo não é mais do PSDB, é do tribunal”, avaliou.

Sobre as manifestações de domingo (13), Aécio minimizou as vaias que recebeu (“fui e cumpri o meu papel”) e valorizou que “o ponto de convergência dos que foram e dos que não foram às ruas é que a presidente perdeu as condições de governar”. “É melhor sem ela (Dilma)”, emendou o tucano.

LEIA TAMBÉM:

- Protestos contra PT e governo Dilma tomam mais de 100 cidades brasileiras...

- Aécio diz que impeachment é um dos caminhos para Brasil ter futuro melhor

- Pré-candidata a prefeita, Marta Suplicy é expulsa de ato contra PT em São Paulo

- Em protesto, Bolsonaro xinga Dilma de 'anta' e faz insinuação homofóbica. Manifestantes respondem com grito de 'mito' (VÍDEO)