NOTÍCIAS
14/03/2016 11:45 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:52 -02

Grafiteiro apaga os próprios murais na Itália em protesto contra elite, bancos e especulação imobiliária

Blu é um dos grafiteiros com maior renome no planeta. E ele está disponível nas ruas das grandes cidades do planeta desde a década de 1990. Do Rio de Janeiro aos antigos países da cortina de ferro, lá está o Blu.

Acontece que, em protesto contra a elitização e o uso de sua arte como maneira de valorizar apartamentos e áreas comerciais, ele decidiu arrancá-la das paredes de Bolonha, na Itália.

O estopim foi descobrir que a mostra Street Art: Banksy & Co, que começa na cidade italiana no próximo dia 18, fará uma visita guiada pelos grafites da cidade.

O evento conta com o patrocínio dos principais bancos da cidade, o que também não agradou o artista. E, claro, ele enxerga aí uma tentativa de a especulação imobiliária fazer uso da sua arte.

"Esta exposição "arte de rua" representa um modelo de espaço urbano que devemos lutar, um modelo baseado na acumulação privada que comoditiza vida e criatividade para os lucros dos habituais poucas pessoas", escreve no blog WuMingFoundation. .

"Somos confrontados por senhores arrogantes que atuam como governadores coloniais e pensam que são livres para tomar nossos murais além das paredes. A única coisa que resta a fazer é fazer estas pinturas desaparecerem".

É o que ele decidiu fazer.

LEIA TAMBÉM:

- UAU! DiCaprio e seu Oscar viram mural F*DA em Hollywood

- 17 cidades não óbvias que você deve visitar para ver arte de rua

- Banksy tem um lembrete importante: Steve Jobs era filho de refugiados sírios