NOTÍCIAS
10/03/2016 22:53 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:40 -02

'Não tem como segurar a militância pró-Lula nas manifestações de domingo', diz petista

Instituto Lula

Depois do pedido de prisão preventiva do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, os petistas voltaram todo o foco para os protestos previstos para o próximo domingo (13). Entusiastas da tese de que a decisão do Ministério Público de São Paulo foi programada para ajudar a inflar as chamadas para o movimento anti-PT, eles temem que a militância petista saia às ruas no mesmo dia.

“Fica, de certa forma, insustentável segurar a militância. Vamos continuar insistindo para não cairmos na provocação desse irresponsável”, pontuou o senador Donizeti Nogueira (PT-TO).

Segundo ele, o partido está se mobilizando para evitar qualquer possibilidade de confronto nas manifestações que poderão existir no domingo. “Mas não é fácil, quando se tem um Procurador irresponsável. Vem provocar a militância do Partido dos Trabalhadores, pedindo, sem provas, sem nenhuma sustentação jurídica, a prisão preventiva do Lula.”

Apesar do prognóstico ruim, o senador disse esperar uma boa manifestação. "Que nós não tenhamos o crime de pedido de intervenção e de ditadura militar, mas que a gente tenha o pedido da contestação, da luta pelo combate à inflação e ao desemprego, etc, que é uma maneira democrática do povo participar e que nós sempre estimulamos."

O senador Jorge Viana (PT-AC) corrobora o pensamento do correligionário. Para ele, o MP teve a intenção de lançar a medida às vésperas da manifestação da oposição.

"É democrático, é direito de quem não gosta do governo, de quem quer reclamar e protestar, mas fica comprovado que existe uma ação orquestrada, uma verdadeira caçada ao ex-presidente Lula e à sua família, só que isso atinge milhões de brasileiros.”

Críticas

Integrantes da oposição também acreditam que o pedido de prisão vai ajudar a atrair mais pessoas para as manifestações. A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB-RO), é uma das que defende essa tese. Para ela, o pedido atende um clamor da população.

“Os brasileiros já estão esperando por muito tempo com que essa fase do momento de corrupção que o país vive acabe. E isso gera uma esperança principalmente antecedendo o dia 13. As manifestações que estão levando milhares de brasileiros nas ruas por essa luta contra a corrupção.”

Por outro lado, a oposição também pediu cautela. Em nota, o líder do PSDB, senador Cássio Cunha Lima (PB) ressaltou que “não estão presentes os fundamentos que autorizam o pedido de prisão preventiva, até porque o Ministério Público Federal e a Polícia Federal fizeram buscas e apreensões muito recentemente buscando provas. Vivemos um momento incomum na vida nacional. É preciso ter prudência.”

Denúncia

O pedido de prisão será decidido pela juíza Maria Priscilla Ernandes Veiga Oliveira, da 4ª Vara Criminal de São Paulo. O ex-presidente é acusado de lavagem de dinheiro e falsidade ideológica. Esposa do petista, Marisa Letícia e um dos filhos do casal também são acusados de lavagem de dinheiro.

LEIA TAMBÉM:

- 'Aberração' e 'coincidência com protestos', dizem petistas sobre pedido de prisão de Lula

- Lula deixaria 'Marx e Hegel envergonhados', afirmam promotores em pedido de prisão

- URGENTE: Promotores pedem a prisão de Lula no caso do tríplex do Guarujá