NOTÍCIAS
10/03/2016 19:28 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:40 -02

'Aberração' e 'coincidência com protestos', dizem petistas sobre pedido de prisão de Lula

AFP

Os petistas reagiram ao pedido de prisão preventiva do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A decisão do Ministério Público de São Paulo foi chamada de “aberração” e “autoritária”.

Para o líder do PT no Senado, Paulo Rocha (PA), existe uma provocação e perseguição política de setores do MP.

"O que vemos é a polarização entre os que estão no poder e os que perderam as eleições de 2014 e buscam factoides, vazamentos seletivos e decisões autoritárias da Justiça para criminalizar políticos. É um momento difícil e grave, em que a democracia está sendo posta em xeque.”

O senador garantiu que não vai deixar o País sofrer um retrocesso, que não voltarão atrás da geração de emprego e distribuição de renda. “Querem encontrar uma justificativa para ampliar o golpe, mas nós não vamos deixar”, acrescentou. Para ele, os promotores a data para inflar ainda mais os chamado pelos protestos contra o governo no próximo domingo. "Será só uma coincidência?"

Vice-líder na Câmara dos Deputados, Pedro Uczai (PT-SC), também considera que há uma perseguição “evidente”.

“Espero que a juíza tenha juízo e não aceite essa aberração. O ex-presidente tem renda. Ele não pode ter triplex só porque veio de família pobre?A elite não consegue ver o pobre crescer, não quer que a população cresça. Não tem nem prova que o apartamento é dele. Ele não pagou, não é dele. Ele teve a chance de comprar, renunciou e mostrou documentos."

Índices

O senador Donizeti Nogueira (PT-TO) também reforçou a defesa ao País governado pelos petistas. Ele destacou que o Brasil de hoje tem índices melhores que o País deixado pelo governo FHC.

“Temos inflação menor que 2002, taxa de juros menor, reserva cambial dez vezes maior, temos condições econômicas melhores.”

Em nota, o Instituto Lula considerou que o "promotor paulista que antecipou sua decisão de denunciar Luiz Inácio Lula da Silva antes mesmo de ouvir o ex-presidente dá mais uma prova de sua parcialidade".

"Cássio Conserino, que não é o promotor natural deste caso, possui documentos que provam que o ex-presidente Lula não é proprietário nem de triplex no Guarujá nem de sítio em Atibaia, e tampouco cometeu qualquer ilegalidade. Mesmo assim, solicita medida cautelar contra o ex-presidente em mais uma triste tentativa de usar seu cargo para fins políticos", diz trecho da nota.

Twitter

Correligionários de Lula também usaram o Twitter para repudiar o pedido de prisão contra o ex-presidente.

LEIA TAMBÉM:

- 'Não há invencionice': MP-SP pede a prisão de Lula por investigação do tríplex do Guarujá (SP)

- PMDB e PSDB definem que irão 'caminhar juntos' contra a crise

- 'Esse promotor persegue o presidente Lula', diz senador do PT