NOTÍCIAS
18/02/2016 11:52 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:32 -02

Na Argentina, filhote de golfinho morre após ser retirado do mar para banhistas tirarem selfies

Reprodução/Facebook/Hernan Coria

Um filhote de golfinho morreu depois que banhistas o retiraram do mar de Santa Teresita, na Argentina, para fazer selfies com o animal.

A ONG WWF (World Wildlife Foundation), que denunciou o caso, informou na última quarta-feira (17) que os turistas tiraram dois golfinhos da água e passaram de mão e mão para dezenas de pessoas tirarem fotos. Um deles não resistiu depois de ficar tanto tempo fora da água.

O caso aconteceu no último final de semana. Em nota, a WWF afirmou que o filhote era um golfinho Franciscana, um dos menores golfinhos do mundo, medindo entre 1,30 e 1,70 metro de comprimento, que tem pele frágil e, portanto, não pode passar muito tempo longe da água porque ele superaquece e morre.

"Por isso, a ocasião serve para informar a população sobre a necessidade urgente de devolver estes golfinhos ao mar ao encontrá-los na orla", alertou a ONG. "Isto é fundamental para que pessoas ajudem a resgatar estes animais, porque cada Franciscana conta."

"Por ser uma espécie prioritária para a vida silvestre, há mais de dez anos trabalhamos junto a diferentes instituições para a proteção destes animais."

A espécie, também chamada de "golfinho La Plata", é encontrada na Argentina, Uruguai e Brasil e está vulnerável à extinção, de acordo com a Unión Internacional para la Conservación de la Naturaleza (UICN). Estima-se que existem menos de 30.000 na Argentina.

ATUALIZAÇÃO

Após grande repercussão do incidente, o site E-farsas levantou novas questões ainda não esclarecidas sobre o ocorrido. Segundo o site, a ONG Mundo Marinho, que atendeu ao chamado da ocorrência, disse que não se sabe se o golfinho já estaria morto quando foi tirado da água pelos banhistas ou se ele morreu de desidratação após o ato.

Um dos turistas que estavam na praia, inclusive, explicou que o filhote já estaria morto ao ser resgatado pelos presentes na praia. Ele fez um vídeo, no qual pode-se notar que o animal já não reagia quando era passado de mão em mão. Segundo ele, os banhistas estão com o filhote no colo tentando salvá-lo.

"Não está bem claro sobre o que realmente ocorreu com esses pobres animais", escreveu o E-farsa. "Mas é certo que os banhistas (pelo menos, os que aparecem no vídeo) estão claramente tentando salvar o bicho."

Veja abaixo o vídeo:

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: