ENTRETENIMENTO

6 motivos que fizeram a vitória da Mangueira no Carnaval do Rio mais do que merecida

10/02/2016 20:41 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:24 -02

A Quarta-Feira de Cinzas (10) é dia de comemoração para os mangueirenses. A Estação Primeira de Mangueira foi eleita a grande a campeã do Grupo Especial do Carnaval no Rio de Janeiro em 2016.

A vitória veio depois de uma apuração acirrada na praça da Apoteose. A decisão veio apenas no último quesito - alegorias e adereços.

Com 269.8 pontos, a escola levou o título de campeã, seguida pela Unidos da Tijuca , com 269.7 pontos. A Portella ficou em terceiro lugar com 269.7 pontos.

A seguir, você confere 6 motivos que fizeram vitória da Mangueira mais do que merecida.

1. Maria Bethânia

bethânia

Neste ano, a escola verde e rosa homenageou a cantora e compositora baiana Maria Bethânia, com o enredo Maria Bethânia, a Menina dos Olhos de Oyá. Nos carros alegóricos e fantasias, a escola relembrou a religiosidade da cantora, seus shows e sucessos interpretados ao longo dos 50 anos de carreira. Ovacionada pelo público, Bethânia desfilou no último carro da escola, que representava a sua paixão pelo circo. Deslumbrante!


2. Luxo

bethânia2

A vitória da escola quebra um jejum de 12 anos. Depois de um longo período de crises financeiras, que impediram bons resultados da escola no Grupo Especial, a Mangueira surpreendeu os espectadores com a beleza das fantasias apresentadas na avenida. Neste ano, o verde e rosa da escola foi bem acompanhado por muito dourado e efeitos especiais.

3. Comissão de frente

bethânia4

Realmente um caso à parte. Formada por 15 bailarinas negras com figurinos que deixavam os seios à mostra, a comissão de frente trazia em sua coreografia a representação das guerreiras de Oyá – orixá relacionada à sensualidade e valentia.


4. Abre-Alas

bethânia5

Representando orixás presentes na vida da cantora baiana: Iansã, Oyá e Oxum, o carro abre-alas contava com um inusitado efeito especial: jatos de água eram lançados sobre a figura de Oxum – a deusa que habita as águas doces. Em um trono do carro, em destaque, ficou o sambista Nelson Sargento.


5. Bateria

bethânia8

Quem viu a escola desfilar de perto pôde participar do samba-enredo por meio das paradinhas e frases de efeito destacadas pela Mangueira neste ano. Além disso, pôde também se deslumbrar com a chuva de confetes que a bateria – fantasiada de “fera ferida” - soltou na avenida.


6. Estrelas

bethânia 9


A Estação Primeira de Mangueira levou para a avenida uma verdadeira constelação de estrelas. Divididos pelos carros alegóricos e destques de chão, desfilaram artistas como Caetano Veloso, Regina Casé, Zélia Duncan, Cauã Reymond, Adriana Calcanhotto, Mart’nália, Beth Carvalho, Chico César, entre outros.

No mais, deixamos com a palavra o irmão mais velho de Bethânia, Caetano Veloso:

"Não mexe comigo que eu sou a Menina de Oyá!"#MariaBethâniaÉFoda #MangueiraÉFoda #AMeninaDosOlhosDeOyá #MangueiraCampeã #Carnaval2016

Publicado por Caetano Veloso em Quarta, 10 de fevereiro de 2016