ENTRETENIMENTO

Sylvester Stallone, um dos favoritos ao Oscar, pensa em boicotar prêmio por falta de negros

09/02/2016 20:22 -02 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02

creed stallone

Sylvester Stallone é um dos poucos que chegou ao Oscar deste ano diretamente com a ajuda de um diretor negro, Ryan Coogler, o homem por trás de Creed: Nascido para Lutar. Ele também foi coadjuvante numa produção cheia de atores negros e protagonizada por Michael B. Jordan.

Por tudo isso, o experiente ator e cineasta afirmou ter pensado seriamente sobre embarcar no boicote ao Oscar, que tem ganhou nomes de peso nas últimas semanas.

Em entrevista à revista US Magazine durante evento para indicados ao Oscar, Stallone pediu permissão ao diretor Ryan Coogler para aparecer na festa. Detalhe: Stallone nunca chegou tão favorito ao Oscar.

"Me lembro de conversar com Ryan sobre a polêmica do #OscarsSoWhite. Disse: 'Como você quer lidar com isso? Realmente acredito que você é o responsável por eu estar aqui'", disse o indicado ao prêmio de Ator Coadjuvante.

"'Se você quiser que eu vá, eu vou. Se você não quiser, não vou'. Ryan disse: 'Não, quero que você vá. E é esse o tipo de cara que ele é. Ele quer que a gente represente o filme'".

O eterno Rocky lembrou também o amigo e ator principal Michal B. Jordan, dizendo que ele merecia mais "carinho e atenção". "Eu realmente devo muito a esses dois jovens homens (Ryan e Jordan)".

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS:


LEIA TAMBÉM:

- Depois da confusão do Oscar, Sindicato dos Atores premia negros, como Idris Elba

- 'Todos estão recebendo oportunidades justas?', questiona Obama sobre polêmica racial no Oscar

- Antes tarde do que nunca: Academia do Oscar vai DOBRAR número de mulheres e minorias até 2020