NOTÍCIAS

Tragédia em Mariana: Diretores da Samarco serão indiciados por 19 homicídios

05/02/2016 18:52 -02 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02
Rogério Alves/TV Senado

A direção da Samarco será indiciada pela Polícia Civil de Minas Gerais pelo homicídio de 19 pessoas no rompimento da barragem da empresa em Mariana, há três meses. A informação é do delegado Rodrigo Bustamante, responsável pelo inquérito que investiga a queda da represa.


Até o momento foram confirmadas 17 mortes. Duas pessoas estão desaparecidas. Porém, segundo o delegado, pelo tempo decorrido já é possível considerar os dois desaparecidos como mortos. Conforme Bustamante, falta definir apenas se o indiciamento será doloso ou culposo.

O delegado não quis fala sobre os nomes dos diretores que serão indiciados. Em 13 de janeiro, a Polícia Federal indiciou o então diretor-presidente da Samarco, Ricardo Vescovi, o diretor de operações da mineradora, Kleber Terra, e outros cinco executivos por crime ambiental. Ambos se afastaram da empresa.

LEIA MAIS

- Rejeitos de barragem da Samarco causaram prejuízo de R$ 1,2 bi

- Mariana: ‘É a maior catástrofe ambiental do País', diz a ministra do Meio Ambiente

- Após novo deslizamento em MG, autoridades e moradores não acreditam que Samarco possa garantir segurança

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: