NOTÍCIAS

Nervosos com falta de dinheiro e descontos, motoristas da Uber prometem 'destruir' o Super Bowl

05/02/2016 14:26 -02 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02

super bowl 50

Quem quiser fugir dos táxis para ir ao jogo entre Carolina Panthers e Denver Broncos pode não se dar bem. É que os motoristas da Uber, a maior companhia de transportes de passageiros nos Estados Unidos, não estão nada felizes.

E eles prometem greve justamente no dia do Super Bowl 50, que acontecerá no Levi's Stadium. E eles são muitos por lá.

Segundo a Time, cerca de 40 mil pessoas dirigem para a empresa na Baía de São Francisco. Mas não é certo quantos deles vão aderir ao protesto.

O motivo da possível greve é financeiro. Por conta da queda no número de passageiros, a empresa decidiu fazer uma promoção. As viagens em São Francisco tiveram desconto de 10%, enquanto nas regiões próximas os cortes chegaram a 20%.

A empresa afirma que os motoristas consegue US$ 35 por hora em São Francisco. Mas os trabalhadores dizem não chegar nem perto disso, ficando com cerca de US$ 8 por hora, valor abaixo do salário mínimo.

Na segunda-feira, os motoristas fizeram uma caravana barulhenta entre o aeroporto da cidade e a região central. E o barulho promete continuar.

Nos EUA, os motoristas conseguem trabalhar sem serem atacados pelos taxistas. Mas alguns deles dizem não ganhar o suficiente para viver.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS:


LEIA TAMBÉM:

- A Mulher-Gato é bissexual, mas a DC só resolveu te contar agora

- Nos quadrinhos, versão feminina de Thor dá surra em vilão machista

- Uma primeira olhada em 'A-Force' - Os Vingadores da Marvel só com mulheres

- Novo Homem-Aranha do cinema pode ser negro