NOTÍCIAS

11 motivos que fazem do Carnaval do Rio de Janeiro o melhor do Brasil

05/02/2016 19:55 -02 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02

♫ Cidade maravilhosa

Cheia de encantos mil

Cidade maravilhosa

Coração do meu Brasil

Berço do samba e de lindas canções

Que vivem n'alma da gente

És o altar dos nossos corações

Que cantam alegremente ♫

O hino do Rio de Janeiro é uma marchinha de Carnaval. Isso diz muito sobre a relação da cidade com a festa e o que ela representa para o carioca.

Composta por André Filho e arranjada por Silva Sobreira para o Carnaval de 1935, a letra exalta as maravilhas da cidade e a alegria do carioca.

Ao longo de muito mais do que os quatro dias de Carnaval, a cidade transborda irreverência. As ruas são tomadas por foliões numa festa da qual todo mundo é convidado.

Não tem lugar melhor no Brasil para celebrar essa festa e você já vai saber por quê.

1. É o maior Carnaval do mundo

Sim, o maior Carnaval do mundo é o do Rio de Janeiro. E quem diz isso não é um carioca. O título foi concedido pelo Guiness Book - o livro dos recordes - em 2004.

Naquele ano, a cidade recebeu mais de 400 mil turistas. Em 2015, esse número saltou para 1 milhão e os blocos de Carnaval levaram quase 5 milhões de foliões às ruas.

carnaval rio

2. Democrático

No Rio de Janeiro, o Carnaval está na rua e é para to-do mun-do. E vai continuar sendo.

A venda de abadás ou qualquer tipo de restrição ou demarcação de áreas privadas nos blocos de rua é proibido por decreto. A medida foi publicada no Diário Oficial do município em 2013 com o objetivo de garantir que a festa permaneça gratuita para quem quiser participar.

Então vem!

3. Começa cedinho...

No Rio de Janeiro, a festa começa cedo! Blocos de Carnaval como Cordão da Bola Preta, Monobloco e Cordão do Boitatá arrastam os foliões para a rua a partir de 8h, 9h da manhã. Ou seja, você aproveita a festa desde cedo e tem o dia inteiro para pular ainda mais!

Não acorda cedo nem para o Carnaval?

Tudo bem. Outros blocos incríveis como Carmelitas, Orquestra Voadora e Banda de Ipanema rolam à tarde, a partir das 14h.


4. ...e está em TODO LUGAR

Por falar em opções, não há um canto da cidade que não tenha bloco de rua. Neste ano, haverá 650 desfiles, distribuidos por todas as regiões ao longo de fevereiro. Sim, porque todo mundo sabe que o Carnaval dura muito mais do que apenas quatro dias no Rio de Janeiro.

Os maiores blocos acontecem no centro da cidade: o Cordão da Bola Preta, que sai no sábado (6); o Cordão do Boitatá, segunda-feira (8) e o Monobloco, no dia 14 de fevereiro, domingo.

Na zona sul, desfila a Banda de Ipanema, que deve reunir multidões no sábado (6) e na terça-feira (9) e a Orquestra Voadora, que sai também na terça-feira no Aterro do Flamengo.

Todo ano, o bloco Timoneiros da Viola homenageia o maravilhoso Paulinho da Viola desfilando na segunda-feira de Carnaval no Parque de Madureira, zona norte da cidade. No mesmo dia, a Banda Devassa desfila na rua Patagônia, Penha, a partir das 18h.

Veja mais blocos na programação.

5. Tem Carnaval para todas as idades

Os blocos infantis são uma fofura à parte. Se no Carnaval todo mundo vira criança, por que justo os pequenos não teriam um espaço especial para eles na festa?

Sem contar que os pais se divertem junto!

vegeta e asterix no gigantes da lira. um dos dias mais legais do ano! #carnaval #gigantesdalira #carnavalbombando

A photo posted by julianameziat (@julianameziat) on

Owwwnnnnn

Veja a programação dos blocos infantis aqui.

6. As MELHORES fantasias

Se tem uma coisa que não falta ao carioca é criatividade. No Rio de Janeiro, os foliões se superam a cada ano e criam as melhores fantasias de Carnaval.

Onde mais alguém poderia ter a ideia GENIAL de se caracterizar de gif do John Travolta confuso?


O Carnaval mal começou e esta já foi a eleita a melhor fantasia de 2016. Mas pode acreditar: ainda vem muita coisa boa por aí.


7. Tem um bloco chamado Suvaco do Cristo

E outro chamado É Pequeno, Mas Vai Crescer; Nunca Mais Eu Bebo Ontem; Eu Choro Curto, Mas Rio Comprido; Vai Tomar no Grajaú; Rola Preguiçosa; New Kids on The Bloco...

A irreverência carioca não para na fantasia. O Rio também é "dez, nota dez" na hora de batizar um novo bloco de rua.


8. Tradição

O Carnaval está no sangue da cidade. Foram os portugueses que trouxeram a festa para o Rio de Janeiro ainda no período colonial. Na época, a celebração tinha o nome de entrudo e os foliões jogavam água e farinha uns nos outros. Os escravos brincavam nas ruas e, os ricos, em suas casas. Há relatos de que D. Pedro II gostava de jogar água nos nobres, na Quinta da Boa Vista.

O primeiro baile aconteceu em 1840, no Hotel Itália, no Rio. Nesta época, os negros dançavam jongo, dança de origem africana ao som de tambores, enquanto os ricos aderiam à polca.

O sapateiro português José Nogueira de Azevedo Prates, o Zé Pereira, deu origem aos primeiros blocos quando saiu tocando bumbo pelas ruas.

A primeira escola de samba do Brasil também surgiu no Rio de Janeiro. A Deixa Falar foi fundada em 1928 por Nilton Basto, Ismael Silva, Silvio Fernandes, Oswaldo Vasques, Edgar, Julinho, Aurélio, entre outros.

9. O Cordão da Bola Preta

Mais antigo bloco carnavalesco do Rio, fundado em 1918, o Cordão da Bola Preta arrasta uma multidão pelas ruas do centro, todos os anos, no sábado de Carnaval. Cerca de 2 milhões de pessoas participaram da festa no ano passado.

O bloco conta com ninguém menos que Leandra Leal, como porta-estandarte, e Maria Rita, como madrinha.

• Carnaval 2015: nossa cantora @mariaritaoficial fala um pouco sobre fazer parte do Bola Preta ⚫⚪ #MariaRita #cordaodabolapreta

A video posted by Maria Maria é um dom 👑💫 (@viciomariarita) on


Como canta a marchinha de Nelson Barbosa e Vicente Paiva:

♫ Quem não chora não mama!

Segura, meu bem, a chupeta

Lugar quente é na cama

Ou então no Bola Preta ♫

10. Desfile das escolas de samba

Não tem como negar. O desfile das escolas de samba do Rio de Janeiro é um dos maiores espetáculos do mundo. A atração acontece no Sambódromo da Marquês de Sapucaí, projeto de autoria de Oscar Niemeyer.

Durante o ano inteiro, as comunidades das 12 escolas do grupo especial trabalham para fazer o Carnaval mais bonito da cidade.

Como não se encantar com as fantasias, os carros alegóricos, a coreografia da comissão de frente, a elegância do mestre-sala e da porta-bandeira, as baianas, a velha guarda? Como impedir que o coração bata mais forte com a bateria?

carnaval rio

Isso sem contar que todo ano surge alguma surpresa de cair o queixo como o astronauta que voou na Sapucaí pela Grande Rio, em 2001

11. Renato Sorriso

O melhor do Rio de Janeiro é o carioca. Ninguém representa melhor essa ideia que Renato Sorriso, passista e gari da Comlurb (Companhia Municipal de Limpeza Urbana).

Ele ganhou fama em 1997, quando começou a sambar com a sua vassoura enquanto trabalhava no desfile das escolas de samba.

A dança rendeu uma repreensão do chefe, mas com o aplauso do público, Sorriso não apenas foi liberado para sambar como virou uma das atrações do Carnaval carioca e chegou a desfilar pela Portela em 2009.

...

A gente sabe que existem muito mais do que 11 motivos que fazem do Carnaval do Rio o melhor do Brasil. Por isso, sinta-se à vontade para completar a lista nos comentários.

Bom Carnaval!

LEIA MAIS:

- 11 motivos pelos quais o Carnaval de Recife (e Olinda) é o melhor do Brasil

- 11 motivos pelos quais o Carnaval de Salvador é o melhor do Brasil

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: