NOTÍCIAS

Governo nega qualquer possibilidade de cancelar Olimpíada por causa da Zika

04/02/2016 21:53 -02 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02
Montagem/GettyImages

O governo brasileiro nega qualquer possibilidade de cancelamento dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos por causa da epidemia de Zika vírus, que está relacionada ao surto de microcefalia.

Em nota assinada pelo ministro dos Esportes, George Hilton, o governo lamentou a publicação de matérias e opiniões na imprensa que cogitam essa hipótese e ressaltou que está integralmente empenhado em garantir que jogos transcorram com segurança e tranquilidade.

A nota segue o discurso da presidente Dilma Rousseff de que a epidemia é um problema mundial e que o Brasil está fazendo a sua parte. A promessa é que as ações dos governos federal, estadual e municipal serão capazes de combater os criadouros do Aedes aegypti, mosquito transmissor do vírus.

"Além disso, o período de realização dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, durante o inverno brasileiro, é, historicamente, de baixa incidência de chuvas e de mosquitos”, segue o texto.

O governo ressaltou ainda que não nenhuma orientação na Organização Mundial de Saúde no sentido de restringir viagens ou de comércio por conta do vírus.

"Os Jogos Rio 2016 se realizarão com total atenção à saúde de todos os participantes da maior festa do esporte mundial."

LEIA TAMBÉM:

- Homens abandonam mães de bebês com microcefalia em Pernambuco

- Zika: 'Por favor, ajudem-nos a lhes proteger', diz Dilma em cadeia nacional

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: