COMPORTAMENTO
03/02/2016 13:01 -02 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02

Cissa Guimarães e André Marques dão moral para ex-BBB Laércio no 'Mais Você' e são criticados nas redes sociais

Reprodução

Logo após ser eliminado do Big Brother Brasil na noite desta terça-feira (2), Laércio, como de praxe, foi convidado para participar do programa Mais Você da Globo na manhã de hoje, quarta-feira (3).

Em um bate-papo com os apresentadores André Marques e Cissa Guimarães, ele teve a oportunidade de explicar as acusações de pedofilia que sofreu e declarações polêmicas que fez durante sua estadia no reality show.

O ex-participante disse ter considerado uma “injustiça” sua eliminação, com 54% dos votos -- quase metade dos votos do público.

Na entrevista, aos apresentadores do Mais Você, Laércio disse:

“Eu tenho essa cara de louco, mas não sou bobo. Percebi claramente a intenção dela de me agredir e de se fazer de vítima. A grande injustiça dela foi falar que eu namoro meninas de 16 anos. Quando foi que eu falei isso?“

Em seguida, André Marques o defendeu:

“Sim, verdade. Ele falou 18, 20 anos. Essas imagens estão gravadas, foram ao ar“, disse o apresentador.

“As cenas falam por elas próprias”, concluiu Laércio, no bloco seguinte.

Cissa Guimarães entrou na conversa dizendo ter muitos amigos de 17 anos, e brincou, junto com André Marques que eles são inclusive mais responsáveis que ela.

Além do bate-papo, o programa trouxe a advogada Silvana Góes, para explicar o que consiste a pedofilia nos termos legais.

Ele foi acusado de pedofilia pela integrante da casa Ana Paula, com dividiu e perdeu o paredão desta terça-feira (2).

“De início, pedofilia não é crime. É a condição das pessoas que se sentem atraídas por crianças e adolescentes. Para o Direito, pedofilia só configura crime quando a pessoa pratica esse ato com crianças até 14 anos de idade”

Após a fala da advogada, ambos apresentadores reforçaram o que ela disse.

"Então, mesmo que ele tivesse uma namorada de 17 anos, é permitido".

O designer de tatuagens, de 53 anos, ainda aproveitou a chance para contar que ficava com uma menina de 19 anos, que é bissexual e namorava uma de 17, que é lésbica.

"Como essa de 17 estava se sentindo excluída, ela queria ficar sempre com a gente”, explica.

No vídeo abaixo você pode ver os trechos da conversa:

A forma como o assunto foi abordado pelo programa causou a revolta dos telespectadores e de páginas feministas que se engajaram fortemente em campanhas pela saída de Laércio do reality show:

A polêmica começou logo após o participante dizer, dentro da casa do Big Brother Brasil, que "só aparecem novinhas mesmo, tipo 17, 18, 20 anos" para ele namorar, e a também participante do reality, Ana Paula, se voltar contra ele e chamá-lo de pedófilo.

A partir disso, houve uma revolta nas redes sociais e por parte de grupos feministas. Algumas pessoas compilaram "provas" na internet de que ele deveria ser retirado do programa, incluindo páginas de supremacia racial e armas que ele segue no Facebook e o compartilhamento de imagens de adolescente seminuas.

Ainda hoje, a página Imprensa Feminista lançou uma petição para que o Ministério Público Federal investigue os atos do ex-participante sobre questões que envolvam pedofilia.

LEIA MAIS

- Essa 'novinha' é uma criança!

- Ana Paula, do BBB, disse que 'o mundo deveria ser machista'. Discordamos.

- E lá vamos nós espiar de novo...?

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: