COMPORTAMENTO

Grife é acusada de racismo após montar vitrine com manequins negros pendurados pelos pés

02/02/2016 14:15 -02 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02

Circula desde a última segunda-feira (1º) uma imagem da vitrine da grife Reserva, do Rio de Janeiro, montada no RioSul Shopping Center, na zona sul da cidade. Nela, dois manequins negros estão pendurados pelos pés, no que alguns internautas interpretaram como um ato de racismo.

manequim

Ao jornal Extra, a empresa informou que os manequins da marca são pintados de preto e que já é uma tradição eles serem pendurados de cabeça para baixo em períodos de liquidação. A grife negou que exista qualquer postura discriminatória.

Na página da marca no Facebook, há uma crítica da empresa ao autor de uma das imagens dos manequins, que teria desconsiderado o histórico dela ao apontar o racismo.

grife

Nem mesmo nas redes houve consenso, com alguns criticando a empresa e outros apontando que não havia qualquer racismo no caso.

print

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS:


LEIA TAMBÉM

- Para homenagear a África, baile da Vogue 2016 escolheu o racismo

- ASSISTA: Este antropólogo vai te convencer que existe SIM racismo no Brasil

- 'Na estação do Brás abrem a porta da senzala, sou o contraste do vagão'

- Racismo pode virar agravante para crimes cometidos no Brasil