NOTÍCIAS
29/01/2016 16:57 -02 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02

Sertanejo e 'sofrência' dominam ranking de músicas mais tocadas no Brasil em 2015

Reprodução/Facebook

Você vai dar uma festa e não sabe o que colocar na playlist?

Talvez a lista que o Ecad (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição) divulgou nesta semana te ajude. Ela mostra quais foram as músicas mais tocadas em shows e eventos no Brasil em 2015.

Você faz ideia de qual canção ficou no topo?

Sim, pelo segundo ano consecutivo a canção Lepo Lepo, do grupo baiano Psirico, foi a campeã de execuções.

Mas aqui vai um aviso aos fãs de axé: ela é a única representante do gênero na lista. Quem domina de verdade o ranking é o sertanejo e a "sofrência". A sequência do top 10 ficou assim:

2º lugar - Maus Bocados - (Gerson Gabriel/Rafael/Bruno Varajão)

3º lugar -Jeito Carinhoso - (Allê Barbosa)

4º - Domingo de Manhã - (Bruno Caliman)

5º - Porque Homem Não Chora - (Ronny dos Teclados)

6º - Gordinho Gostoso - (DJ Ivis)

7º - Até Você Voltar - (Juliano Tchula/Marília Mendonça)

8º - Não tô Valendo Nada - (Henrique Tavares/Juliano)

9º - Logo Eu - (Samuel Deolli/Filipe Labret)

10º - Fui Fiel - (Fabio O'Brian/Pablo/Magno Santana/Filipe Escandurras)

Nos outros rankings do relatório, o sertanejo também marca presença, mas com menos força.

No seguimento cantores e compositores que mais receberam com direitos autorais em apresentações estão Sorocaba (da dupla Fernando & Sorocaba), Roberto Carlos, Dave Grohl, Marcelo Camelo e Erasmo Carlos.

Já os músicos Djavan, Lulu Santos, Renato Russo, Caetano Veloso e Nando Reis estão no topo do ranking de Música ao Vivo, que exclui execuções feitas a partir de gravações.

Na categoria Rádio, Bruno Caliman, Anderson Freire, Roberto Carlos, Sorocaba e Nando Reis foram os que mais faturaram com execuções em 2015.

De acordo com o UOL, foram distribuídos R$ 771,7 milhões a 155.399 titulares de música (compositores, intérpretes, músicos, editores e produtores fonográficos) e associações. Dessa quantia, foram repassados 68% a titulares do repertório nacional.

LEIA MAIS:

- Alceu Valença estreia como diretor em filme que mistura música e cordel

- Cantor Liniker é a renovação das manifestações sensíveis das quais tanto necessitamos

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: