COMPORTAMENTO

Mudança de hábito: na Califórnia, duas 'freiras' estão plantando maconha para ajudar no tratamento de doentes

28/01/2016 14:28 -02 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02

Antes mesmo que você comece a ler a matéria. Vamos explicar: elas não são freiras. Não no sentido religioso da coisa, ao menos.

Elas não fazem parte da Igreja Católica também. Irmã Darcy e Irmã Kate estão mais preocupadas com a ação direta. E com o feminismo também. Elas estão bastante atualizadas, portanto.

Sisters Of The Valley é o nome adotado por elas para lembrar algo mais antigo, uma espécie de irmandade que tenta minimizar o sofrimento daqueles que sofrem com doenças em que a maconha medicinal, o chamado CBD, pode ajudar.

Os extratos de maconha que elas fazem, é bom dizer, são totalmente livres de THC, o componente responsável pelos efeitos alucinógenos.

"A cultura canábica, a cultura dos usuários, é meio ofensiva para aqueles de nós que ajudam pacientes de Parkinson e que vemos como eles tomam os remédios e a tremedeira vai embora e eles podem levantar-se e fazerem um chá ou agirem como pessoas normais", contou Kate, a mais velha da Irmandade, em entrevista à VICE.

Por que então usar uma roupa de freira?

"Nós escolhemos o uniforme porque as pessoas podem identificar com facilidade. Nós nunca escondemos o fato de que não somos freiras católicas, nós somos uma irmandade da Nova Era".

Elas estão preocupadas também em causar danos à natureza. Por duas semanas por mês, elas não se alimentam de nenhum produto de origem animal. E o veganismo economiza água, lembra?

Acontece que, de acordo com a liberdade distrital de decidir sobre a legalidade da maconha na Califórnia, o trabalho delas está correndo riscos. A plantação, que toma a garagem da Irmã Kate na cidade de Merced, pode acabar tornando-se ilegal. Quem perderia com isso? Elas, certamente. Mas, principalmente, os pacientes.

Na loja virtual das "irmãs" é possível comprar compostos medicinais, tinturas e outras coisinhas. Só não dá para saber por quanto tempo.



SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS:


LEIA TAMBÉM:

- Os melhores comentários sobre a apreensão de dois cigarros de maconha no Rio

- Casamentos 4h20: noivos e noivas dos EUA começam a incluir maconha nas festas

- Chile sai na frente! País tem 6,9 mil plantas de maconha para o uso medicinal