NOTÍCIAS
26/01/2016 18:50 -02 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02

Governo tem pressa em virar a página do impeachment 'para o bem ou para o mal'

Montagem/Estadão Conteúdo

Após participar de uma reunião com a Executiva do Partido dos Trabalhadores, o líder do governo na Câmara dos Deputado, José Guimarães (PT-CE), disse nesta terça-feira (26) que é preciso definir a questão do impeachment para o País se focar na agenda de retomada do crescimento.

"É fundamental nós virarmos essa página do impeachment. Há uma decisão de mérito do Supremo, há um rito estabelecido, e nós temos pressa em virar esse página, para o bem ou para o mal. Não tem que ficar discutindo isso o tempo todo, o País não tem que ficar preso.”

A expectativa dele é que o presiente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), faça a eleição para a comissão especial do impeachment ainda no início de fevereiro. Embora também queira agilidade, Cunha só vai retomar o rito do impeachment quando o Supremo responder os embargos da Câmara, o que pode levar pelo menos um mês.

"O País não quer ver essa Câmara parada, temos que pilotar no sentido de votar as matérias de interesse do País”, apelou Guimarães.

Para ele, também é preciso que se resolva o futuro de Cunha na presidência da Casa.

“Não podemos ser presididos por isso. Essas duas questões, todo mundo sabe que são polêmicas, estabelecem confrontos e elas estabelecem opiniões bastante divergentes, então temos que vencer isso logo.”

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: