NOTÍCIAS

De Wagner Moura a Luiza Trajano: Para se aproximar de você, Dilma relança 'Conselhão'

26/01/2016 22:00 -02 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02
Montagem/Agência PT/WikiCommons

A presidente Dilma Rousseff finaliza nesta quarta-feira o pacote de medidas a ser apresentado na reunião de quinta-feira (28) que marca o retorno do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, o Conselhão.

O encontro com integrantes de movimentos sociais e da iniciativa privada tem um marco simbólico político para o governo. Será a primeira vez, após a reeleição, que a presidente de fato abrirá um canal direto de diálogo.

Na avaliação de aliados, a intenção da presidente é mostrar que ela está aberta a ouvir a sociedade e quer restabelecer o diálogo. A expectativa é que o clima política arrefeça.

Segundo o líder do governo na Câmara, José Guimarães (PT-CE), a presidente está se mostrando à disposição de ouvir, de interagir com diversos setores da sociedade.

“Ela vai apresentar medidas econômicas, mostrar o seu pacote e vamos ver como os diversos setores vão reagir e o que eles têm a apresentar."

A diferença desta vez é a diversidade de convidados. Em vez de empreiteiros, foram convidados representantes da categoria, como Carlos Martins, presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), também foram convidados artistas, como o ator Wagner Moura, embaixador da Organização Mundial do Trabalho (OIT) para luta contra o trabalho escravo.

Dos quase 100 integrantes, outros continuam, como o presidente do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco, e a presidente do Magazine Luiza, Luiza Trajano. Da Força Sindical participam Miguel Torres e Nair Goulart e da Federação Nacional das Trabalhadoras Domésticas segue a presidente Creuza Oliveira.

Na terça-feira (26), a presidente se reuniu com o conselho econômico para definir as estratégias que farão parte do pacote a ser apresentado. Entre os petistas, o desejo é que a presidente anuncie a ampliação do crédito - mesma tática usada no governo Lula para aquecer a economia.

Gestão Lula

O conselho foi criado no governo Lula, como uma sinalização de que manteria contato com a sociedade civil organizada e a iniciativa privada.

Entre os programas discutidos e aprimorados no conselhão liderado por Lula estão o Minha Casa Minha Vida e o Programa Nacional de Segurança Cidadã.

Até a edição passada, em abril de 2014, integrantes do grupo formado por Lula seguiam firmes como o pecuarista José Carlos Bumlai e Marcelo Odebrecht, presidente da empreiteira, ambos investigados na Operação Lava Jato.

Conheça alguns dos integrantes do Conselhão de Dilma

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: