NOTÍCIAS

Nevasca maciça nos EUA paralisa Nova York e Washington e deixa 19 mortos

24/01/2016 15:22 -02 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02
ASSOCIATED PRESS
Steve Turner walks his dog, Dixon, past a snow lady holding one sign advertising maps of country music stars' homes and another advertising the need for Tennessee Titans tickets Friday, Jan. 22, 2016, in Nashville, Tenn. A blizzard menacing the Eastern United States started dumping snow in Virginia, Tennessee and other parts of the South on Friday as millions of people in the storm's path prepared for icy roads, possible power outages and other treacherous conditions. (AP Photo/Mark Humphrey)
NOVA YORK/WASHINGTON (Reuters) - Milhões de moradores, empresários e trabalhadores começaram a remover neste domingo os frutos de uma nevasca maciça que paralisou Washington, Nova York e outras cidades dos Estados Unidos, matando pelo menos 19 pessoas em vários Estados.

A tempestade foi a segunda maior da história de Nova York, com 26,8 polegadas (68 cm) até a meia noite de sábado, pouco abaixo do atual recorde de 26,9 polegadas, em setembro de 2006, segundo o Serviço Nacional de Meteorologia.

Treze pessoas morreram em acidentes de carro relacionados ao clima em Arkansas, Carolina do Norte, Kentucky, Ohio, Tennessee e Virgínia, no sábado. Uma pessoa morreu em Maryland e três em Nova York, enquanto removiam a neve. Dois morreram de hipotermia na Virgínia, disseram autoridades.

Na costa de Nova Jersey, região duramente atingida em 2012 pelo furacão Sandy, a tempestade causou altas marés.

Depois de despejar cerca de dois pés de neve na área de Washington, a tempestade foi inesperadamente fortalecida ao norte e atingiu a área metropolitana de Nova York, no sábado, o lar de cerca de 20 milhões de pessoas.

O governador de Nova York, Andrew Cuomo, declarou estado de emergência, assim como 10 outros governadores. Uma proibição de viajar de viajar em estradas foi imposta a toda a área da cidade de Nova York e em Long Island, exceto para veículos de emergência, o que deveria terminar na manhã de domingo. Pontes e túneis da cidade também deveriam ser reabertos.

Metrôs e trens acima do solo operados pela Long Island Rail Road e Metro-North também interromperam o serviço no sábado e deveriam retomar neste domingo.

Cerca de 3.500 voos foram cancelados neste domingo, com mais de 600 já canceladas para segunda-feira, segundo dados do website FlightAware.com.

(Por Barbara Goldberg, Frank McGurty e Robert MacMillan em Nova York, e Mary Wisniewski em Chicago; reportagem adicional de Daniel Kelley na Filadélfia e Victoria Cavaliere e Alex Dobuzinskis em Los Angeles)

LEIA MAIS

- HISTÓRICO: EUA e União Europeia revogam sanções contra o Irã

- Zika: Estados Unidos alertam gestantes a evitarem viagem ao Brasil

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: