NOTÍCIAS

Após comparar tarifa zero em São Paulo com viagem à Disney, Fernando Haddad agora admite conversar com MPL

23/01/2016 16:00 -02 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02
Brazil Photo Press/CON via Getty Images
SAO PAULO, BRAZIL- JULY 25: Mayor Fernando Haddad visits schools of early childhood education on July 25, 2013 in Sao Paulo, Brazil. (Photo by Adriana Spaca/Brazil Photo Press/LatinContent/GettyImages)

"Tem tanta coisa que poderia vir na frente. Podia dar almoço grátis, jantar grátis, ida para a Disney grátis".

A frase do prefeito Fernando Haddad (PT) sobre os protestos que tomam a cidade de São Paulo nas duas semanas pegou mal. Tanto que ele decidiu se explicar.

Em entrevista ao El País, Haddad agora diz estar disposto a conversar com os integrantes do Movimento Passe Livre (MPL), que comandam os protestos pela capital. Protestos, por sinal, novamente duramente reprimidos pela polícia.

"O que eu quis dizer é que não tem mágica em política. Você não sai pedindo tarifa zero imaginando que você vai conquistar isso sem abrir um debate para viabilizar aquilo que você quer. É assim que funciona em todos os movimentos. O movimento sindical funciona assim: ele senta à mesa. Ele não entra em uma mesa de negociação dizendo assim: ou é isso, ou a gente para a produção".

Ele disse à repórter Marina Rossi que foi mal interpretado na tal frase sobre a Disney: "Não foi isso. Eu estava falando assim: tudo é possível. Podemos discutir refeição grátis, viagem grátis, podemos discutir qualquer coisa, mas não tem mágica. Para viabilizar uma proposta, eu preciso ter um ambiente em que essas propostas sejam discutidas sem essa lógica binária do tudo ou nada".

Mas, o prefeito, que afirma querer o diálogo, pediu também que haja cooperação por parte dos movimentos sociais que pedem a tarifa zero no transporte paulistano:

"Tem um horizonte de coisas para fazer, para discutir. Nós podemos viabilizar [a tarifa zero]... Agora, precisa ter protocolo de interação. O MST sentou com o Alckmin pra fazer um acordo. O MST é o que? Burguês? Coxinha?".

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: