NOTÍCIAS

'A Apple não deveria ‘ignorar a força da mulher consumidora'', diz ex-primeira-dama britânica

21/01/2016 15:59 -02 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02
Montagem/Getty Images

A Apple está longe de ser a empresa mais diversa do planeta – e as pessoas estão começando a reparar.

Em uma entrevista com o HuffPost Rise, a ativista dos direitos das mulheres Cherie Blair criticou a liderança masculina da empresa.

“Tenho vontade de dizer para ele [o CEO da Apple, Tim Cook] que não acredito que ele seja tão míope”, afirmou Blair.

“As mulheres são responsáveis por 80% do consumo”, disse ela. “Ignorar a perspectiva delas é uma coisa muito perigosa para qualquer negócio.”

Embora essa cifra seja alvo de controvérsias, o fato é que a liderança da Apple não está dando atenção às dicas das mulheres. A empresa tem melhorado o histórico de contratação de mulheres nos últimos meses, mas só três dos 18 principais executivos são mulheres.

“Ignorar o poder da mulher consumidora... é uma coisa muito perigosa, porque a reputação da empresa de líder em tendências e... inovação pode ser prejudicada”, afirmou Blair.

Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost US e traduzido do inglês.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: