NOTÍCIAS

Estes 62 têm a mesma riqueza de 3,6 bilhões de pessoas

20/01/2016 13:44 -02 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02
ASSOCIATED PRESS
Facebook CEO Mark Zuckerberg interacts with technology students in a town hall-style meeting in New Delhi, India, Wednesday, Oct. 28, 2015. Zuckerberg defended his company’s contentious efforts to expand Internet access in the developing world during his second visit to India this year. (Shirish Shete/Press Trust of India via AP) INDIA OUT

Os 62 bilionários mais ricos do mundo têm um patrimônio de 1,7 trilhão de dólares – o mesmo valor que está nas mãos das 3,6 bilhões de pessoas mais pobres.

Entre esse grupo cada vez mais seleto, no qual apenas 9 são mulheres, estão Bill Gates, Mark Zuckerberg, Jorge Paulo Lemann e Joseph Safra.

A riqueza desses magnatas aumentou mais de meio trilhão de dólares desde 2010, uma alta de 44% (ou 542 bilhões de dólares). Já a metade mais pobre viu sua riqueza encolher 41%, mais de um trilhão de dólares, no mesmo período.

Essa desigualdade está destacada no relatório “Uma economia para o 1%”, divulgado pela Organização Não-Governamental (ONG) Oxfam.

O estudo revela ainda que esse 1% mais rico da população mundial é dono de uma fortuna que superou a dos 99% restantes no ano passado.

“Desde a virada do século, a metade da população mundial mais afetada pela pobreza ficou com apenas 1% do aumento total da riqueza global, enquanto metade desse aumento beneficiou a camada mais rica de 1% da população”, diz o estudo.

Um dos motivos apontados pela ONG para essa concentração de renda é o retorno maior sobre capital em relação ao retorno sobre o trabalho.

Os trabalhadores estão ficando com uma parcela cada vez menor dos ganhos, enquanto os donos de capital “têm visto o seu capital crescer consistentemente (por meio do pagamento de juros, dividendos ou lucros retidos) a uma taxa muito mais acelerada que a do crescimento das economias".

LEIA TAMBÉM:

- Como os líderes mundiais podem diminuir a desigualdade econômica em 7 ações, segundo o relatório da Oxfam

- DESIGUALDADE: 62 pessoas têm o mesmo dinheiro que metade mais pobre da população mundial

A evasão fiscal é outro problema que contribui com a desigualdade, mostra a Oxfam.

“A rede de paraísos fiscais e de uma indústria de evasão fiscal que floresceu nas últimas décadas representa um exemplo inquestionável de um sistema econômico manipulado para favorecer os poderosos”, indica o relatório, já que os que deveriam pagar mais impostos são os que têm condições de evitar pagar o que devem.

Para combater a concentração de renda, a ONG apresenta soluções como o pagamento de um salário digno aos trabalhadores, o controle da influência das elites, uma divisão justa da carga tributária e medidas para regular as atividades do setor financeiro.

“Nosso mundo não carece de riqueza. Simplesmente não faz sentido economicamente – e moralmente – permitir que tanta riqueza fique nas mãos de tão poucos”, afirma a entidade.

Veja nas fotos quem são, qual o valor do patrimônio e a fonte de renda das 62 pessoas listadas pela Forbes que detém a mesma riqueza que é dividida por 3,6 bilhões de pessoas pobres, de acordo com a Oxfam.

62 pessoas mais ricas do mundo

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: