LGBT

Agência de inteligência é eleita a melhor empresa para gays no Reino Unido

19/01/2016 13:53 -02 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02
stephenrwalli/FIickr

Até o início dos anos 90, o MI5, serviço de inteligência interno britânico, proibia a contratação de homossexuais. Hoje, a agência é o local de trabalho do Reino Unido que mais respeita a diversidade sexual, segundo o ranking Workplace Equality Index divulgado nesta terça-feira (19) pela associação ligada à comunidade LGBT, Stonewall.

De acordo com o ranking anual, a MI5 é a companhia britânica que mais promove a diversidade sexual entre os empregos. Segundo o estudo, as top 100 empregadoras mostram uma notável mudança na cultura: elas se esforçam para aumentar a contratação de gays, lésbicas, bissexuais e pessoas trans e incentivam os funcionários já contratados a serem mais abertos sobre sua sexualidade.

Depois de entrar no top 10 do ranking, o serviço secreto MI5 revelou ter mais de 70 gays e lésbicas trabalhando em diversas áreas, incluindo no combate ao terrorismo, e colocou uma bandeira com as cores do arco-íris -- símbolo da comunidade LGBT -- em sua principal sede durante uma marcha do orgulho gay em Londres.

E não é só isso: a agência criou uma rede social LGBT com o intuito de promover debates e eventos sobre o tema, além de fazer uma conferência anual para funcionários gays, juntamente com outras duas organizações de inteligência do Reino Unido, a MI6 e GCHQ.

"A diversidade é vital para a MI5, não só porque é certo representar a comunidade para a qual servimos, mas também porque contamos com as habilidades das pessoas mais talentosas, quem quer que sejam", comentou Andrew Parker, diretor-geral da empresa. "Este prêmio é um grande reconhecimento do contínuo progresso que fizemos nos últimos anos."

Agora no topo do ranking, o MI5 representava um gritante contraste na época da Guerra Fria, quando os homossexuais eram considerados um dos riscos mais graves de segurança. A agência, inclusive, monitorava centenas de pessoas, incluindo políticos, com potenciais "riscos" devido à sua sexualidade, de acordo com o Independent.

Atrás da agência, aparecem Lloyds Banking Group, National Assembly for Wales, B3Living e Pinsent Masons, empatada com Tower Hamlets Homes. Veja aqui o ranking das 100 empresas do Reino Unido que promovem a diversidade sexual em seus ambientes de trabalho.

LEIA TAMBÉM:

- Capitão da Suécia é proibido de usar braçadeira com bandeira LGBT em Campeonato Europeu de handebol

- Minas Gerais terá programa de reintegração social para travestis e transexuais

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: