ENTRETENIMENTO

David Bowie é homenageado com sua própria constelação

18/01/2016 12:01 -02 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02

O icônico raio brilhante que virou marca registrada de David Bowie agora também estampa o céu da Via Láctea - literalmente.

A convite da rádio belga Studio Brussels, o observatório público MIRA "criou" uma "constelação", composta por sete estrelas que desenham o raio da capa de Alladin Sane (1973).

A homenagem não é uma constelação oficial -- hoje, há 88 delas reconhecidas pela IAU (União Astronômica Internacional) -- mas tem tudo para se tornar uma das mais populares por seu valor simbólico.

Philippe Mollet, do MIRA, disse ao site DDB Brussels que não foi fácil escolher as estrelas certas. “A emissora de rádio pediu que déssemos a Bowie um lugar único na galáxia. Em uma referência aos seus muitos álbuns, escolhemos sete estrelas – Sigma Librae, Spica, Alpha Virginis, Zeta Centauri, SAO 204 132, SAO 241 641 e a Beta Sigma Octantis Trianguli Australis (só tem seis)– na vizinhança de Marte.”

A rádio e o observatório MIRA também criaram o site Stardust for Bowie, em que os fãs do camaleão do rock podem registrar seus próprios relatos em pontos dentro de um mapa da constelação.

David Bowie morreu de câncer em 10 de Janeiro de 2016, aos 69 anos.

LEIA MAIS

- As 6 razões que tornaram David Bowie um artista único

- Não, David Bowie não tinha os olhos de cores diferentes

- As 5 cenas com músicas de David Bowie mais marcantes do cinema contemporâneo

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: