NOTÍCIAS
16/01/2016 12:26 -02 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02

Tsai Ing-wen: Líder da oposição de Taiwan vence eleição presidencial

ASSOCIATED PRESS
Taiwan's Democratic Progressive Party, DPP, presidential candidate, Tsai Ing-wen, raises her hands as she declares victory in the presidential election Saturday, Jan. 16, 2016, in Taipei, Taiwan. (AP Photo/Wally Santana)

A líder da oposição de tendência independente Tsai Ing-wen venceu as eleições presidenciais de Taiwan neste sábado (16), após o partido do governo admitir derrota, em resultado que deve inaugurar uma nova rodada de incertezas com a vizinha China.

"Eric Chu desapontou todo mundo. Nós perdemos. Os Nacionalistas foram derrotados", disse o candidato presidencial nacionalista Chu, rodeado de apoiadores, alguns em lágrimas, acrescentando que também renunciava à posição de presidente do partido.

Do lado de fora do Partido Progressista Democrático (PPD), de Tsai, apoiadores também choravam, mas de felicidade. "O povo taiwanês despreza o partido que chega muito perto da China", disse Jeff Chang, 35.

Tsai assumirá um dos cargos mais difíceis e perigosos da Ásia, com a China apontando centenas de mísseis em direção à ilha, décadas após os Nacionalistas derrotados terem fugido dos comunistas de Mao Zedong para Taiwan, na Guerra Civil Chinesa.

Ela terá que equilibrar os interesses das superpotências China, que também é o maior parceiro comercial de Taiwan, e Estados Unidos com aqueles de seu país democrático.

Tsai corre o risco de antagonizar com a China se tentar afirmar com força a soberania de Taiwan e inverter oito anos de laços com a China sob o atual presidente Ma Ying-jeou, dos Nacionalistas, cujas forças se retiraram para Taiwan em 1949.

Não houve reação imediata de Pequim.

Tsai, uma ex-professora de direito de 59 anos de idade, colocou a economia no centro de sua campanha, ao mesmo tempo comprometendo-se a não provocar Pequim e a respeitar acordos alcançados pela administração Ma. Ao atacar Tsai, os membros do KMT afirmavam que ela causaria uma crise nas relações com a China, prejudicando gravemente a economia de Taiwan.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: