NOTÍCIAS

Quatro resoluções para ler mais em 2016

15/01/2016 16:29 -02 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02
Dimitri Otis via Getty Images
Woman reading in bed with book covering her face

Better, faster, stronger (melhor, mais rápido, mais forte): é a letra de uma música do Kanye West ou como você quer se sentir neste novo ano. É claro que você pode encarar essa empreitada com pessimismo. 1º de janeiro é só mais um dia no calendário, uma oportunidade como 364 outras para definir objetivos nada realistas. Mas as resoluções de ano novo têm um apelo inegável. (Mesmo que elas signifiquem que todas as esteiras da academia estarão ocupadas.) Além de uma carteira mais gorda e um abdome mais magro, muita gente também quer investir no cérebro, seja jogando mais Sudoku ou enfiando a cara num livro.

“Como você encontra tempo para ler?”, me perguntou um colega numa festa de fim de ano, depois de eu contar que tinha lido mais de 50 livros em 2015. É verdade, existem infinitas distrações nos afastando da leitura: amigos, emprego, Netflix, aplicativos de celular. Morar em Nova York aumenta bastante essa lista, mas também é um sonho para os bibliófilos: vários bares aconchegantes, bibliotecas, leituras públicas e livrarias independentes para todos os gostos – sempre termino o dia com um livro a mais na bolsa. Mas não estou aqui para ostentar e sim para te contar como você pode ler mais em 2016 -- apesar das maratonas de série. (Ônibus e metrô ajudam muito.)

E não tem problema nenhum se seus objetivos não incluírem livros. Não estamos aqui para humilhar ninguém.

Vamos falar do que você pode fazer para ser um melhor leitor este ano – e não importa se seu objetivo é terminar um livro ou cem.

1. Anote o que você leu

Parte do motivo pelo qual cheguei a 57 livros em 2015 foi a comunidade Goodreads (que, devo mencionar, foi comprada pela Amazon. O site permite que os usuários definam um objetivo de leitura e cataloga tudo o que você leu. Ele até mesmo diz se você está no ritmo para atingir seu objetivo. Transformar a leitura num jogo e enxergar o progresso ao longo do ano dá motivação para continuar no caminho (e, melhor ainda, é uma maneira fácil de lembrar exatamente o que você leu).

2. Faça uma pré-seleção

Pense na imagem de TODOS OS LIVROS! É muito intimidador. Em vez de começar o ano com a esperança de ler “livros”, por que não tentar se concentrar em “ficção científica” ou “livros escritos por mulheres” só para ficar em algumas ideias? (Outras possibilidades: livros traduzidos! Primeiros livros de autores famosos! Não-ficção!) É uma abordagem prática se você já tem o hábito da leitura mas acha que caiu numa rotina – por exemplo, depois de perceber que minha lista de 2015 tinha muitos autores contemporâneos, meu plano é ler pelo menos 12 livros publicados até 1980.

3. Faça da leitura uma atividade social

Se você mora numa cidade de médio porte com uma biblioteca ou uma livraria, são boas as chances de que haja visitas de autores. Embora as visitas de autores famosos sejam mais raras, há muitos outros com públicos mais modestos que fazem turnês. Pesquise um autor que te intrigue e vá vê-lo ao vivo – na pior das hipóteses você saiu de casa e, na melhor, você encontrou um livro novo para levar para casa (e um autor que você vai poder dizer que conheceu lá atrás).

Muito se fala da importância dos amigos quando se trata de fazer exercício. Por que não aplicar a mesma ideia para a leitura? Mesmo que você e seu amigo estejam lendo livros diferentes, em ritmos diferentes, é sempre bom ter alguém para fazer recomendações e dar incentivo. Se ninguém parecer interessado, poste o que estiver lendo no Twitter ou no Instagram. É uma ótima maneira de se forçar a ler, em vez de tentar passar de fase no Candy Crush.

4. Seja realista

Se seu objetivo é ler um livro por semana, não se castigue se você não conseguir terminar tijolos como Graça Infinita ou Os Miseráveis. Isso não significa que você deveria se restringir a novelas. Ler só para se gabar dos números pode te fazer passar batido por detalhes importantes ou perder as nuances da linguagem, sem falar nos vários benefícios comprovados da leitura. Em vez disso, tenha em mente que seu objetivo, assim como sua idade, é apenas um número.

LEIA MAIS:

- Emma Watson cria clube do livro feminista, e você está convidada para participar

- 10 contas no Instagram que todo amante de livros vai adorar

Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost US e traduzido do inglês.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: