LGBT

Capitão da Suécia é proibido de usar braçadeira com bandeira LGBT em Campeonato Europeu de handebol

15/01/2016 19:17 -02 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02

tobias handebol

Tobias Karlsson é capitão da seleção sueca de handebol. Como tal, ele precisa usar uma braçadeira para se diferenciar dos demais atletas de sua equipe.

Surgiu aí uma chance de protestar. Karlsson, que entra em quadra amanhã (16) para a estreia no Campeonato Europeu de seleções, decidiu criar uma braçadeira com as cores da bandeira LGBT. Por quê? A Polônia, onde acontece o torneio, não reconhece o casamento gay nem os direitos homossexuais.

tobias karlsson sweden

E, agora, a Federação Europeia de Handebol já deixou claro que Karlsson não poderá fazer seu protesto. A tal braçadeira, diz a entidade, precisa ter as mesmas cores do país que entra em quadra.

"Estou surpreso. Até poucos dias estava 'ok' usar a braçadeira. Os capitães da Noruega e da Islândia estavam certos de usá-la também, então enviamos para eles", conta.

"É triste que a federação escolha esse caminho e não nos deixe expressar nossos sentimentos sobre a humanidade e como penso que as pessoas deveriam ser tratadas".

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: