ENTRETENIMENTO

3 motivos pelos quais chegou a hora de Leonardo DiCaprio ganhar o Oscar de melhor ator

14/01/2016 19:51 -02 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02

the revenant dicaprio

Nesta quinta-feira (14), o ator Leonardo DiCaprio, 41, recebeu sua sexta indicação ao Oscar e a quinta na categoria de melhor ator – desta vez, por O Regresso (2015), drama dirigido por Alejandro G. Iñárritu.

Este novo reconhecimento da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas é apenas o mais recente da trajetória de triunfo que é a carreira do ator, do início até hoje.

Embora tenha nos marcado com performances complexas e intensas, ele nunca ganhou o prêmio, em mais de 20 anos de carreira. Já são três Globos de Ouro (o mais recente por O Regresso), um Urso de Prata do Festival de Berlim e um do Broadcast Film Critics Association, organização de críticos de TV e cinema dos Estados Unidos e do Canadá.

No entanto, agora chegou a hora de DiCaprio ser finalmente reconhecido. E aqui estão os motivos do HuffPost Brasil para isso:

1. Ele consegue nos impressionar desde o início da carreira.

DiCaprio foi indicado ao Oscar pela primeira vez aos 19 anos, por Gilbert Grape: Aprendiz de Sonhador (1993), dirigido por Lasse Hallström, na categoria de melhor ator coadjuvante. Ele interpretou Arnie Grape, o irmão mais novo com deficiência mental do personagem de Johnny Depp. A crítica adorou a performance de DiCaprio.

À época, o New York Times disse que o destaque do filme é o trabalho do ator. "Ele fez dos vários tiques [do personagem] tão surpreendentes e vívidos que, de início, é difícil de assistir a ele. A performance tem uma intensidade incisiva e desesperada, do início ao fim."

2. Ele trabalhou com diretores importantes e BRILHOU com eles.

leonardo dicaprio martin scorsese

De Gilbert Grape até hoje, DiCaprio demonstra excelente senso de oportunidade para trabalhar com os cineastas de relevância.

Martin Scorsese que o diga. Com o diretor, DiCaprio fez uma parceria que rendeu a ambos grandes momentos em suas respectivas carreiras. A dupla se uniu nos filmes O Lobo de Wall Street (2015), Ilha do Medo (2010), Os Infiltrados (2006), O Aviador (2004) e Gangues de Nova York (2002).

Por O Lobo de Wall Street e O Aviador, o ator foi indicado ao Oscar.

Outros diretores com quem DiCaprio já trabalhou são Woody Allen (Celebridade), Steven Spielberg (Prenda-me Se For Capaz), Danny Boyle (A Praia) e Sam Mendes (Foi Apenas um Sonho), James Cameron (Titanic), Quentin Tarantino (Django Livre), Baz Luhrmann (O Grande Gatsby), Clint Eastwood (J. Edgar) e Christopher Nolan (A Origem) são mais alguns exemplos.

3. Ele não tem medo de desafios.

Um artista frustado em Foi Apenas um Sonho. Um vigarista em Prenda-me Se For Capaz. Um "extrator" de sonhos em A Origem. Um corretor ligado ao mercado de ações de Nova York que pratica tanta corrupção quanto pode em O Lobo de Wall Street. E em O Regresso, ele é um caçador em busca de vingança.

Leonardo DiCaprio desaparece completamente por trás de seus personagens.

Chegou a hora de ele ganhar o prêmio máximo do cinema.

Leonardo DiCaprio: Do início da carreira até hoje

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: