NOTÍCIAS

Chile, Argentina e Uruguai são multados por cantos homofóbicos de torcedores

13/01/2016 15:40 -02 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02
LatinContent/STR via Getty Images
ARLINGTON, UNITED STATES - SEPTEMBER 08: Fans of Argentina cheer for their team before the start of a friendly match between Argentina and Mexico at AT&T Stadium on September 08, 2015 in Arlington, United States. (Photo by Mike Stone/LatinContent/Getty Images)

A Federação Chilena de Futebol foi multada em 70 mil francos suíços (R$ 277 mil) devido a quatro casos de cantos homofóbicos por parte de seus torcedores durante jogos das eliminatórias da Copa do Mundo de 2018, informou a Fifa nesta quarta-feira.

A Fifa também anunciou multas de 20 mil francos suíços (R$ 79 mil) contra as federações de Argentina, México, Peru e Uruguai por casos separados de cantos homofóbicos por parte de suas torcidas durante jogos das eliminatórias.

Também foram abertos procedimentos contra a federação de Honduras por ofensas similares, segundo a Fifa.

"A Fifa vem combatendo a discriminação no futebol por muitos anos e parte disso tem sido por meio de sanções", disse Claudio Sulser, presidente do comitê disciplinar da entidade máxima do futebol mundial.

"Com o novo sistema de monitoramento abrangente para as eliminatórias da Copa do Mundo, o comitê disciplinar tem um apoio adicional graças a relatórios detalhados fornecidos pelos observadores antidiscriminação dos jogos", acrescentou.

"Mas um processo disciplinar por si só não pode mudar o comportamento de certos grupos de torcedores que, infelizmente, vão contra os valores fundamentais do nosso jogo", afirmou.

"A Fifa e toda a comunidade do futebol têm que ser pró-ativas em educar e inspirar uma mensagem de igualdade e respeito em todos os níveis do esporte."

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: