NOTÍCIAS
06/01/2016 11:52 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:52 -02

IBGE recebe aval para contratar até 7.825 profissionais temporários

Fotos GOVBA/FIickr
Começa Censo 2010 na Bahia O governador Jaques Wagner foi a primeira pessoa a ser entrevistada na Bahia pelo Censo 2010 do IBGE. O trabalho, que começou neste fim de semana, vai visitar todos os 417 municípios baianos. São 14 mil recenseadores nas ruas do estado, três mil só em Salvador. Eles tem até o dia 31 de outubro para realizar entrevistas em 350 casas cada um. “O nosso principal objetivo é ajudar o poder público a enxergar o Brasil em números e a partir daí pensar as ações que garantam qualidade de vida a população”, afirma o chefe da unidade do IBGE na Bahia, Artur Ferreira. O Censo 2010 está cercado de expectativas devido às transformações sociais e econômicas que o país sofreu nos últimos anos. Acredita-se que surgirão muitas novidades em relação a saneamento básico e escolaridade principalmente. Na foto: Bruno Santos Costas, recenseador do IBGE Fotos: Vaner Casaes / AGECOM Data: 01/08/2010

O Ministério do Planejamento autorizou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) a contratar por tempo determinado até 7.825 profissionais para realização de pesquisas econômicas e sociodemográficas de caráter temporário.

Conforme portaria publicada no Diário Oficial da União (DOU), as contratações deverão ser efetuadas por meio de processo seletivo simplificado, observados a ordem de classificação e os critérios e condições estabelecidas pelo Poder Executivo.

O IBGE deverá definir a remuneração dos profissionais a serem contratados, e o prazo de duração dos contratos deverá ser de até um ano, com possibilidade de prorrogação, desde que o prazo total não exceda o limite máximo de três anos.

"A presente autorização fica condicionada à declaração do ordenador de despesa responsável quanto à adequação orçamentária e financeira da nova despesa com a Lei Orçamentária Anual e sua compatibilidade com o Plano Plurianual e com a Lei de Diretrizes Orçamentárias", cita a portaria.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: