MULHERES

Essas fotos querem ajudar a desmistificar o tabu em cima do 'corpo gordo' [NSFW]

01/01/2016 18:16 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:52 -02
Substantia Jones do Projeto Adipositivity

“Quero ajudar as pessoas a amar seus corpos.”

Aviso: este artigo contém imagens de pessoas nuas e pode ser inadequado para o ambiente de trabalho.

Em uma edição recente do podcast HuffPost Love+Sex, os apresentadores Carina Kolodny e Noah Michelson falaram sobre as experiências com imagem corporal, amor e sexo de várias pessoas que se identificam como obesas.

Uma dessas pessoas, Substantia Jones, é uma fotógrafa que lançou o projeto AdiPositivity , em 2007.

Jones diz que a missão do projeto é “combater a intolerância de tamanho e a desinformação relacionada ao peso, promover o amor pelo corpo e o reconhecimento da autonomia de corpo dos indivíduos, bem como promover o pensamento crítico sobre o papel do comércio na divulgação da ciência médica e das “reportagem de saúde”.

Conversamos com Jones sobre seu trabalho impressionante, a inspiração para o projeto AdiPositivity e muito mais (http://adipositivity.com/). Confira as fotos abaixo enquanto ouve o podcast:

(*este podcast está em inglês)


  • Substantia Jones of The Adipositivity Project
    “Não é nenhum segredo em qualquer lugar que você olhe, a fotografia é uma ferramenta comumente usada para criar vergonha do corpo. Gosto de subverter essa ferramenta e usá-la para desmistificar o corpo gordo.”
  • Substantia Jones of The Adipositivity Project
  • Substantia Jones of The Adipositivity Project
    “Eu vou ter de parafrasear, mas o escritor Junot Diaz disse: ‘Se quiser transformar um ser humano em monstro, negue-lhe qualquer representação de si mesmo em nível cultural.’ Isso é um olhar realmente bom, porque a visibilidade é tão importante. E, infelizmente, ela costuma ser negada pelos meios de comunicação, negada às pessoas gordas pela mídia e pela cultura popular. Então, tento ajudar as pessoas a amar seus corpos.”
  • Substantia Jones of The Adipositivity Project
  • Substantia Jones of The Adipositivity Project
    “Ao descrever o projeto, costumo dizer que ele é parte gordura, parte feminismo e parte foda-se... As pessoas ainda ficam ofendidas com a nudez. Digo que a nudez não é o sexo, o sexo não é pornografia, e pornô não é mau. E acho que um monte de gente não consegue entender isso. Se veem um corpo nu, acham que deve ser sexualizado ou está sendo sexualizado.”
  • Substantia Jones of The Adipositivity Project
    “Comecei a fazer essas fotos e publicá-las no site. Logo percebi que talvez não estivesse falando com o público em geral da forma que eu esperava. Mas estava falando com as pessoas gordas, e imediatamente comecei a ter respostas de gordos do mundo inteiro [me falando] de vergonha do corpo, a vergonha do corpo em um nível que eu nunca tinha experimentado ou sequer percebido que existia.”
  • Substantia Jones of The Adipositivity Project
    “[Ouvi] de uma mulher em particular que me disse que o dia em que ela descobriu o site foi o primeiro dia que ela se lembrava de não ter chorado por causa do próprio corpo. Isso vai ficar comigo para sempre, e continuo a ouvir de pessoas que dizem me essas coisas todos os dias. Então foi aí que eu percebi que estou falando com os próprios sujeitos, e é com eles que tenho de falar.”
  • Substantia Jones of The Adipositivity Project
  • Substantia Jones of The Adipositivity Project
    “A regra é: se você me prometer que é gordo e puder chegar até mim e minha câmera, vou fotografá-lo para o Projeto AdiPositivity.”
  • Substantia Jones of The Adipositivity Project

Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost US e traduzido do inglês.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: