NOTÍCIAS

DEPRIMENTE: Mulher é vítima de racismo após protestar contra ato homofóbico no metrô

24/12/2015 19:36 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:52 -02
Estadão Conteúdo

Uma mulher relatou cenas de racismo e homofobia que teriam ocorrido nesta semana, no metrô de São Paulo.

Segundo o relato de Ana Paula Nogueira, um homem começou a cuspir em um casal de rapazes que estava de pé na composição. Eles, inicialmente, não perceberam a agressão, mas ao se darem conta, também não reagiram, narra ela. "Era mesmo difícil acreditar naquele ato explícito de homofobia", descreve.

"Quando um dos rapazes que o homem cuspia percebeu, os dois encararam o homem, esperei que eles fossem reagir, mas nada. Como ele continuava a cuspir mesmo na frente deles, chegando a acertar na calça de um deles, os dois apenas se afastavam, em direção a outra porta do vagão."

Indignada com a situação, ela xingou o agressor, como narra em seu relato do Facebook. Ele então, respondeu que "não gostava de 'viados' e vagabundas", segundo Ana.

Nessa hora eu não aguentei, não enxerguei mais nada e disse: “O que você tá rindo pra mim, seu porco nojento, asqueroso?” e ele respondeu: “O que é, sua macaca, não gosto de 'viado' mesmo não, e nem de vagabunda, sua macaca, vagabunda, sua prostituta!”. Quando ele disse isso, boa parte dos usuários do metrô interviram e pediram que ele parasse de me insultar. Em seguida, peguei o celular para tentar fazer uma denúncia ao serviço de usuários do metrô, mas estava tão nervosa que sequer consegui discar. Disse a ele que iria denunciá-lo, e então ele desceu na estação Patriarca e saiu correndo.

No desabafo, publicado há menos de um dia, ela pede que situações como essa - ocorrida na Linha Vermelha, na capital paulista - sejam combatidas e denunciadas. Leia a história de Ana na íntegra abaixo.

Hoje assisti a cenas explícitas de homofobia. Ao demonstrar minha indignação, também fui vítima de racismo.Por volta...

Posted by Ana Paula Nogueira on Miércoles, 23 de diciembre de 2015