NOTÍCIAS
17/12/2015 16:47 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:52 -02

Cientistas acabam de encontrar o objeto MAIS DISTANTE em nosso sistema solar

EMISSÕES H2OOO SOCIAIS / FLICKR

Astrônomos identificaram o que acreditam ser o objeto mais distante no sistema solar – um planeta anão situado a cerca de 15,2 bilhões de

quilômetros do Sol.

Batizado de V774104, o objeto tem diâmetro aproximado de entre 500 e mil quilômetros – ou seja, cerca de metade do tamanho de Plutão. Fica três vezes mais distante do Sol que Plutão.

“É praticamente só isso que sabemos sobre ele”, disse Scott Sheppard ao Space.com. “Ainda não conhecemos sua órbita porque só o descobrimos há uns 15 dias.”

planeta anão

Imagem criada por um artista do planeta anão Eris, reconhecido anteriormente como o objeto mais distante no sistema solar.

Astrônomo do Instituto Carnegie de Ciência, em Washington, Sheppard anunciou a descoberta na semana passada em um encontro da Divisão de Ciências Planetárias da Sociedade Astronômica Americana, em Maryland.

O objeto foi encontrado usando o telescópio Subaru, de 8 metros, do Japão, no Havaí.

A distância entre o V774104 e o Sol é 103 vezes maior que a distância entre a Terra e o Sol. Os cientistas teorizam que o planeta faz parte de um grupo raro de chamados “sednoides”, objetos cujos trajetos orbitais existem inteiramente fora do Cinturão de Kuiper e se estendem para dentro da Nuvem de Oort, o limite de nosso sistema solar.

Há apenas dois sednoides confirmados, Sedna e 2012 VP113, mas cientistas desconfiam que existam mais.

Se for constatado que V774104 é um sednoide, isso dará aos astrônomos mais subsídios para a teoria de que um planeta X, ainda não descoberto, estaria oculto nos limites de nosso sistema solar. A atração gravitacional do planeta X explicaria as órbitas altamente elípticas dos sednoides.

“Se a órbita do V774101 revelar ser uma órbita que mantém distância da região dos planetas gigantes, será uma órbita não influenciada pela órbita dos planetas gigantes descobertos”, disse Sheppard ao The Inquisitr. “Então poderemos pesquisar para ver se essa órbita se enquadra com o que podemos prever para a órbita desse hipotético planeta gigante que estaria lá fora.”

Joseph Burns, professor de engenharia e astronomia na Universidade Cornell, disse que o V774104 é “mais uma prova de que o sistema solar é maior do que imaginávamos”.

Até o V774104 ser vislumbrado, o planeta anão Eris era considerado o objeto mais distante do sistema solar. O Eris fica a cerca de 97 unidades astronômicas de distância do Sol e o V774104, a 103 UAs. As UAs, ou unidades astronômicas, são uma medida de comprimento igual à distância entre a Terra e o Sol.

Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost US e traduzido do inglês.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: