NOTÍCIAS
17/12/2015 11:48 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:52 -02

7 alternativas ao WhatsApp para usar durante o bloqueio

Jacob Wackerhausen via Getty Images
Young girl in sorrow with a friend consoling her

1. Telegram

telegram

O Telegram faz tudo o que o WhatsApp faz, só que melhor: você pode configurar as mensagens para desaparecerem após um tempo determinado.

2. Facebook Messenger

facebook messenger

Também permite grupos de mensagens, anexos e ligações para contatos. Além disso, a maioria das pessoas já têm o app instalado no smartphone, então nem precisa baixar nada.

Outra vantagem é que é possível instalar plugins como o Giphy e o Meme Blast, para enviar memes e alegrar (ou não) a conversa.

3. WeChat

wechat

O WeChat é o aplicativo de mensagens mais usado no mundo, com 650 milhões de usuários (150 milhões a mais que o WhatsApp). "Então por que ninguém que eu conheço usa?", o leitor pode perguntar.

Acontece que o aplicativo é muito, muito popular na China, onde mais de 600 milhões usam o app.

Ele também tem mais funcionalidades que o WhatsApp: compras, jogos, um feed de notícias próprias e até transferência de dinheiro.

4. Viber

viber

O aplicativo japonês manda mensagens e permite ligações para telefones fixos e celulares, com tarifas baixas. E também liga para outros celulares. Sua versão desktop não é atrelada ao número de celular.

Também tem grupos abertos (lembra da velha sala de bate-papo?) e lojinha de stickers. O lado ruim é que ele é bem mais pesado que o WhatsApp, o que pode ser chato especialmente em celulares menos potentes.

5. Telefone

Em um passado distante, os telefones celulares tinham como principal função fazer ligações. Talvez seja o momento ideal para uma sessão nostalgia.

6. Cara a cara

Também dá pra fazer do jeito medieval e falar pessoalmente com seus amigos. A parte chata é que não dá pra silenciar a conversa, ler e não responder ou simplesmente não abrir a mensagem.

7. Por carta

“verba volant, scripta manent”