NOTÍCIAS
12/12/2015 16:49 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:52 -02

Menino de 2 anos morre após ser atingido por bala perdida no Rio de Janeiro

bala perdida

O menino Ruan Bruno Gomes Nunes, de 2 anos, morreu neste sábado após ser atingido na barriga por uma bala perdida enquanto dormia na favela do Metrô, na Mangueira, zona norte do Rio de Janeiro.

Ruan chegou a ser socorrido ao Hospital Municipal Souza Aguiar, no Centro, mas não resistiu aos ferimentos. A Divisão de Homicídios investiga o caso.

A origem do disparo que matou Ruan ainda não foi esclarecida. Os moradores tomaram as vias da região em protesto pela morte da criança. Ao jornal O Globo, os moradores acusaram a Polícia Militar de ser a autora dos disparos que atingiram Ruan.

A PM, por sua vez, afirma que a responsabilidade da região era da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Mangueira. A versão oficial diz que policiais da UPP acompanhavam a saída de um baile funk que ocorria na localidade conhecida como "Buraco Quente". Por volta de 4h, as viaturas foram alvo de tiros que partiam das comunidades do entorno.

Os agentes contaram que não revidaram, mas a perícia ainda está fazendo a contagem da munição das armas dos policiais para averiguar os fatos.

Indignados, moradores começaram um protesto a partir das 8h30 deste sábado, bloquearam a Radial Oeste, no sentido Centro, na altura da Rua São Francisco Xavier, e atearam fogo em pneus. Segundo o Centro de Operações da Prefeitura do Rio, a Radial Oeste foi totalmente liberada às 11h30, com fim do protesto.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: