MULHERES
04/12/2015 17:09 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:38 -02

Lista dos dez melhores livros do ano do New York Times tem apenas um homem branco

Getty Images/Montagem

A lista dos dez melhores livros do ano, selecionados pelo The New York Times, tem apenas um autor homem e branco. A análise é do Flavorwire.

Os editores da revista The New York Times Book Review, suplemento semanal da publicação, são os responsáveis pela triagem.

Em ficção, a escritora best-seller que usa o pseudônimo Elena Ferrante aparece com The Story of the Lost Child (Europa Editions, 2015), quarto e último volume da série Napolitana.

Paul Beatty, escritor negro, aparece na mesma divisão com The Sellout (Macmillan, 2015).

Na seção de não ficção, o jornalista negro Ta-Nehisi Coates foi escolhido por Between the World and Me (Spiegel & Grau, 2015).

O norte-americano Sven Beckert, único autor homem e branco da lista, foi contemplado por Empire of Cotton: A Global History (Knopf, 2014).

A inglesa Helen Macdonald foi escolhida pelo livro H Is for Hawk (Jonathan Cape, 2014).

Mulheres ocupam cinco lugares no top dez do NYT. Não se sabe gênero e raça de Ferrante, mas as outras quatro autoras são brancas.

Segundo o Flavorwire, o jornal tem feito listas cada vez mais diversificadas. No entanto, neste ano, chegou a seu ápice.

Os 10 melhores livros de 2015, segundo o New York Times


Minorias entre os cem mais

Na recente lista dos cem livros mais notáveis de 2015 do NYT – na qual apareceu a brasileira Clarice Lispector –, metade foi escrito por homens e, metade, por mulheres.

Nesta seleção, mulheres têm destaque na seção de ficção e poesia e, os homens, na de não ficção.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: