NOTÍCIAS
02/12/2015 10:54 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:38 -02

Deputados se unem em favor de Chico Alencar na véspera de pedido de cassação ser analisado pelo Conselho de Ética (VÍDEO)

O deputado federal Chico Alencar (PSol-RJ) recebeu nos últimos dias várias demonstrações de apoio dentro e fora da Câmara. Alvo de um pedido de cassação no Conselho de Ética, Alencar vem sendo um dos mais veementes críticos do presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Segundo ele, tal postura rendeu uma série de atos de perseguição por parte do peemedebista e seus aliados.

Em discurso na tribuna da Câmara nesta terça-feira (1), a deputada federal Luiza Erundina (PSB-SP) leu um documento assinado por mais de 100 parlamentares, no qual Alencar é defendido por seus pontos de vista na Casa. Segundo Erundina, pedidos de cassação estão sendo utilizados para intimidar adversários de Cunha.

“Toda a população brasileira acompanha estarrecida os casos sucessivos de desrespeito ao mandato popular e de uma perseguição inaceitável, e que queremos repudiar neste momento. Isso destoa da democracia”, afirmou a deputada do PSB em seu discurso.

Há a expectativa de que seja apresentado nesta quarta-feira (2) o relatório do deputado federal Sandro Alex (PPS-PR) a respeito do pedido de cassação de Alencar, feito pelo deputado Paulinho da Força (SDD-SP) – aliado de Cunha. A avaliação deve acontecer após a análise sobre o prosseguimento ou não do processo de cassação contra o presidente da Câmara.

Ao jornal O Globo, Alex já adiantou que deverá pedir pelo arquivamento da solicitação contra Alencar. “Entendo que ele é inepto e ausente de justa causa. Os documentos e provas que estão nos autos são corroborados pelo Ministério Público e reiterados em uma decisão do Supremo Tribunal Federal”, disse.

No seu pedido, Paulinho da Força acusa Alencar de usar empresas fantasmas em sua prestação de contas. De acordo com o líder do Solidariedade, há indícios da contratação de uma empresa de propaganda que emitia notas ficais para receber recursos indenizatórios da Câmara sem executar os serviços. Paulinho acrescentou que mais de um terço do dinheiro declarado por Alencar na prestação de contas da campanha - R$ 65 mil – foram doados por sete funcionários de seu gabinete.

O deputado do PSol já apresentou a sua defesa e negou qualquer irregularidade, atribuindo as acusações a uma manobra orquestrada por Cunha.

“É uma manobra evidente, com todos os indícios de que foi orientada por Eduardo Cunha. Trata-se de um ‘Paulinho mandado’ para tumultuar o ambiente, desviar o foco e sobrecarregar o Conselho de Ética”, comentou Alencar, em entrevista à Agência Brasil.

Em sua página no Facebook, o parlamentar agradeceu aos diversos apoios que recebeu.

NOTA DE APOIO AO DEPUTADO CHICO ALENCARAs mensagens de apoio que recebemos nestas últimas semanas - desde que...

Posted by Chico Alencar on Terça, 1 de dezembro de 2015


SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS:


LEIA TAMBÉM

- 'A jovem Dilma que resistiu à ditadura resignou-se em sobreviver no governo', diz Chico Alencar

- 'Decisivo e imprevisível', diz Chico Alencar sobre futuro do processo contra Cunha

- Coincidência? Cunha tentou beneficiar bancos liquidados - alvos de André Esteves