COMPORTAMENTO
01/12/2015 11:09 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:35 -02

ELLE Brasil traz modelo negra na capa de edição com foco em feminismo

2015 é, definitivamente, o ano das mulheres. E não é de hoje que as revistas femininas sentiram a necessidade de começar a mudar o seu discurso. E as capas mais recentes da ELLE Brasil são a prova de que uma transformação, mesmo que pequena, está acontecendo: primeiro, uma gorda empoderadae um espelho. Em segundo, uma mulher comum, e não uma modelo. E agora, a revista escolheu uma negra para estampar a edição de dezembro, que é especial sobre feminismo.

elle brasil feminismo1

Com a frase "Meu corpo, minhas regras", a edição de dezembro foi tomada como um manifesto feminista, que é assinado por Juliana de Faria, do Think Olga, Clara Averbuck do Lugar de Mulher, pela pesquisadora Djamila Ribeiro, do Blogueiras Negras, Sofia Softer, da revista jovem Capitolina e Helena Dias, da revista AZMina.

"Não é tendência nem modinha: o poder da mulher sobre o seu próprio corpo é lei. Não importa se o look é curtinho, discreto, ultrassexy ou confortável, nenhuma expressão do estilo é desculpa para a violência, sexismo e machismo. Respeito para todas", escreveu a revista em primeiro post de divulgação da capa no Facebook.

A revista ainda conta com outras três capas que trazem dizeres como, "Vestida ou pelada, quero ser respeitada", "Meu decote não dá direitos" e "Minha roupa não é um convite".

Veja abaixo:

elle brasil feminista2


elle brasil feminismo3


elle brasil feminista4


Segundo o Meio e Mensagem, Susana Barbosa, diretora de redação da Elle a revista “trata de moda e beleza, mas também é comprometida com as questões que envolvem a mulher em todos os sentidos”.

Nas redes sociais, a revista foi elogiada e também criticada por usar apenas modelos magras em todas as capas:


Apesar da capa e do espaço cedido ao feminismo pela Elle Brasil, pelo convite e oportunidade de divulgarem o trabalho...

Posted by Não Me Kahlo on Terça, 1 de dezembro de 2015





comentário elle facebook


elle facebook critica


elle brasil criticas


Mas, afinal...


MAIS SOBRE FEMINISMO NO HUFFPOST BRASIL:

Por que o feminismo é importante

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: