ENTRETENIMENTO
30/11/2015 16:57 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:34 -02

4 motivos pelos quais Jessica Jones é a personagem feminina do ano

Desde que a série Jessica Jones chegou à Netflix, no dia 20 de novembro, a protagonista se estabeleceu como uma das principais personagens femininas de 2015.

Com habilidades sobre-humanas, Jessica Jones, interpretada por Krysten Ritter, é uma ex-super-heroína que vive no bairro de Hell's Kitchen, em Nova York, levando a vida como detetive particular.

Jones sofre de transtorno de estresse pós-traumático (TEPT), tem problemas com a bebida e é assombrada por acontecimentos terríveis do passado. Ela com certeza não é uma personagem feminina comum.

A série merece ser vista não apenas pelo caráter de entretenimento, mas também por passar com folga no teste de Bechdel. Um verdadeiro catálogo de mulheres fortes cresce ao longo da série.

O HuffPost Brasil já assistiu a todos os 13 episódios de Jessica Jones e explica abaixo porque a personagem é extraordinária:


1. Jessica foi vítima de violência sexual e diversos abusos.

No passado, Jessica Jones foi dominada pelo poderoso Kilgrave (David Tennant), que tem a habilidade de manipular a mente de quem ele quiser. O sofisticado vilão de roxo usa isso contra a detetive, por quem ele se apaixona.

Ambos se envolveram tão profundamente que Jessica tem dificuldade de distinguir o que ela fez por vontade própria ou a mando dele.

Duas das poucas certezas que Jessica tem são a de que foi estuprada – literal e psicologicamente – pelo antagonista e também foi seu cúmplice em uma sequência de crimes.

Jessica consegue fugir do domínio de Kilgrave e acredita que ele está morto após um acidente de trânsito. A personagem assume o trabalho de investigadora e bebe para se anestesiar dos traumas que viveu no passado.

Quando o sumiço de uma garota se torna o próximo caso da investigadora, Jessica percebe que está enganada.

O agressor está vivo e à solta, destruindo outras vidas. Chega a hora da protagonista encarar novamente seus fantasmas.

Os dois se conhecem como a palma da mão. É neste território volátil que Jessica tem de andar para finalmente acabar com Kilgrave e evitar que mais pessoas sejam destruídas por ele.

(Se você quiser ler mais sobre violência sexual na série, clique aqui.)


2. Ela não tem medo de pancadaria.

Toma essa.

E mais essa também.


3. Sexo não é problema para Jessica.

Quantas vezes você vê uma personagem feminina assim na TV?

O caminho da detetive se cruza com o do também misterioso Luke Cage (Mike Colter), dono de um bar em Hell's Kitchen.

Cage tem força fora do comum e é invulnerável. Ele consegue aguentar a força de Jessica – e isso rende cenas de sexo bem intensas, como nunca vimos antes em adaptações da Marvel.

Além disso, o coadjuvante tem esqueletos no armário. Algo que aconteceu no passado dele tem relação com Jessica, o que o torna um personagem importante para a série.


4. Ela não é (e não quer ser) a super-heroína.

Jessica é bem intencionada e quer ajudar outras vítimas de Kilgrave. Seus superpoderes a tornam plenamente capaz de ser uma super-heroína.

No entanto, ela não é e não quer ser isso. Jessica se considera violenta e pavio-curto demais para ser uma super-heroína, por isso abandonou a carreira.

Ela não quer salvar os outros – nem a si mesma.

A detetive não se considera capaz de se salvar do abismo de más lembranças dentro dela. Criar laços afetivos com outras pessoas? Não mesmo.

Jessica se afasta de Trish, sua melhor amiga há anos, por vários meses, e não permite que Luke tente entende-la, mesmo tendo sentimentos por ele.

BÔNUS: Jessica vai quebrar tudo em Os Defensores.

Jessica Jones é a segunda série da leva de adaptações de personagens "vida real" da Marvel que são exibidas pela Netflix. Demolidor deu início à empreitada das gigantes do entretenimento.

Todas as séries se ambientam no bairro de Hell's Kitchen e têm conexão entre si e com o universo dos Vingadores no cinema. Os personagens Luke Cage (em 2016) e Punho de Ferro (sem data agendada) são outros que ganharão shows próprios.

Em estilo semelhante ao da turma de Capitão América, Thor e Homem de Ferro, os quatro figurões de Hell's Kitchen se reunirão na minissérie Os Defensores.

Ainda sem data de estreia marcada, ela vai mostrar todos eles em uma aventura no submundo de Nova York. E a primeira temporada de Jessica Jones já deixou claro que a única mulher do quarteto vai se divertir bastante quebrando tudo.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: