ENTRETENIMENTO

'Harry Potter': Nova teoria sobre Severo Snape vai partir seu coração

16/11/2015 13:22 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:31 -02

No filme Harry Potter e a Pedra Filosofal (2001), o primeiro encontro entre o protagonista (Daniel Radcliffe) e Severo Snape (Alan Rickman), pode dizer muito sobre o professor de poções de Hogwarts e seu passado com a família Potter – mas de forma cifrada.

A usuária do Tumblr tomhiddles sugere uma solução para a "charada" do filme. Acompanhe a fala de Snape abaixo, para Harry:

"Diga-me, o que aconteceria se eu adicionasse raiz de asfódelo em pó a uma infusão de losna?"

Para tomhiddles, a fala do professor não serve apenas para constranger o herói, mas para Snape expressar sua lamentação sobre a morte de Lily (ou Lilian, em português), mãe do protagonista assassinada pelo vilão Voldemort.

E esta é a explicação:

O asfódelo é um tipo de lírio ("lily", em inglês) que, segundo o dicionário Victorian Language of Flowers, significa "meus arrependimentos o seguirão até o túmulo".

A planta losna, por sua vez, significa "ausência", segundo o mesmo dicionário. Além disso, simboliza mágoa e calamidade.

Segundo a usuária do Tumblr, a combinação dos significados resulta em: "Eu me arrependo amargamente da morte de Lilian".

E não para por aí.

Cobras e cervos

harry potter snape

O Bustle entrou na brincadeira e decidiu se aprofundar nas especulações:

Na mitologia grega, o asfódelo é frequentemente associado à morte e túmulos, e já foi considerada remédio para veneno de... Cobras.

Justamente o animal-símbolo de Voldemort, assassino dos pais de Harry.

Além disso, a losna, segundo a Wiki da franquia, é associada à lua e divindades lunares, em particular à deusa Ártemis.

Esta personagem da mitologia grega é associada, por sua vez, a cervos. O mesmo animal que é o feitiço patrono tanto de Snape quanto de Lily.

O Bustle ainda notou que os elementos citados na fala do professor são parte da receita da Poção do Morto-Vivo.

A bebida serve para fazer quem a ingere parecer morto, assim como na tragédia shakespeariana Romeo e Julieta, do século 16, sobre dois amantes cuja união é impossibilitada pela morte.

Se você assistiu aos filmes ou leu a série de J.K. Rowling, deve ter se lembrado de que o professor foi secretamente apaixonado pela mãe de Harry por décadas.

Não é a primeira vez que esta hipótese é levantada. Em 2012, um blog do HuffPost US sugeriu o mesmo.

Faz sentido para você?

(via IGN)

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS:



MAIS 'HARRY POTTER' NO HUFFPOST BRASIL:

'Harry Potter': O antes e depois dos atores