COMPORTAMENTO

Como uma marca de cuecas cresceu no mercado após abandonar estereótipos do 'homem perfeito'

09/11/2015 21:12 -02 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02
Reprodução / Dressman

As vendas aumentaram depois do lançamento dos anúncios

Uma empresa europeia não quer mais ser uma marca “só para o homem perfeito”. Ela quer fazer roupas para todo tipo de cara.

A Dressmann, da Noruega, lançou em setembro uma campanha batizada de #JustTheWayYouAre ("Bem do jeito que você é", em tradução livre) para destacar diferentes tipos físicos e “ampliar a imagem do que é um corpo perfeito”, segundo o material promocional.

“Queremos superar a ideia de que alguns corpos são melhores, mais bonitos ou mais normais que outros”, disse em um comunicado Knut Vidar Nielsen, diretor de marketing da Dressmann. “Queremos simplesmente mostrar que não existe homem perfeito, mas sim homens perfeitos.”

A Dressmann começou a campanha com uma peça que mostra vários homens diferentes, incluindo alguns mais velhos, um magro, e um mais gordo e peludo – além de um cara musculoso, típico desse tipo de anúncio.

“A ideia é ter confiança em si mesmo, não no que a indústria da moda diz”, afirmou ao The Huffington Post o diretor de marcas da empresa, Jens Bonesmo.

Veja o comercial da Dressmann, “Roupas de baixo para homens perfeitos”:

Em um vídeo de bastidores, a empresa diz que estava “perdida” nos padrões da indústria da moda, mas que “quer voltar à realidade”. Até agora, parece que está funcionando: as vendas aumentaram 30% em setembro, em comparação com o mesmo do ano anterior, afirmou um porta-voz.

Um terço dos caras estão insatisfeitos com seus corpos, segundo uma pesquisa realizada com 2 068 homens na Noruega e na Suécia. O levantamento foi feito pela empresa TNS Sifo e pela Dressmann em meados deste ano e compartilhado com o HuffPost. A pesquisa também indicou que há mais homens preocupados com a aparência física que com as circunstâncias financeiras ou com a vida social.

A maioria culpa a publicidade por estimular essa ansiedade, em vez de TV, filmes ou celebridades.

A pesquisa TNS Sifo/Dressmann reforça outros levantamentos realizados no Reino Unido e nos Estados Unidos que mostram que a maioria dos homens têm problemas de imagem corporal.

Não se trata só de homens se sentindo gordos – há vários homens que acham que são magros demais.

Até mesmo caras que parecem em ótima forma podem se sentir mal em relação a seus corpos.

Jamie Dornan, ex-modelo de roupas íntimas da Calvin Klein e estrela de 50 Tons de Cinza disse este ano que sempre se achou “magro e pequeno” e que ainda se sente mal em relação a sua aparência.

“Agora tenho as mesmas inseguranças de quando era criança”, disse ele ao Irish Independent.

Matt McGorry falou recentemente ao Yahoo! sobre sua transição de fisiculturista a ator. Ele disse que se sentiu nervoso na hora de tirar a camisa na frente das câmeras e que teve medo de que as pessoas notassem imperfeições – mas não houve reações negativas, disse McGorry.

“É engraçado porque, por um lado, você pode dizer: ‘Ah, ele está relaxando’, mas, de outro, simplesmente não preciso mais dessa validação como antes”, disse McGorry, que é um dos astros de Orange is The New Black.

“Ainda adoro malhar, acho que faz bem para a saúde, me sinto bem. Faz anos que não passo mais de duas semanas sem malhar. Mas acho que, em relação à saúde mental, me permitir ser quem sou naturalmente em termos do corpo, acho que isso é uma forma de amor próprio.”

Os mais velhos também podem se sentir excluídos. Um número cada vez maior de homens têm recorrido à cirurgia plástica para parecer mais jovens, segundo a AARP, uma organização americana que defende os direitos dos aposentados.

Esse é um dos argumentos da Dressmann – não são só os mais jovens que se sentem gordinhos. 56% dos homens que participaram da pesquisa da TNS/Sifo/Dressmann disseram acreditar fortemente que a publicidade deveria refletir melhor todos os tipos de corpos, etnias e idades.

“A ideia da campanha era atingir todo tipo de homem”, disse Bonesmo. “E, como uma marca para todos os homens, acho que já tinha passado da hora de alguém dizer: ‘Relaxe e seja perfeito do seu jeito’.”

bastidores comercial