NOTÍCIAS

‘Afastamento de Cunha faz bem para Câmara e sua defesa', diz líder do PSDB

09/11/2015 19:29 -02 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02
Montagem/Agência Brasil

A declaração do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), de que o dinheiro depositado nas contas no exterior são resultado do pagamento de um empréstimo, da venda de carne enlatada e pertencem a uma trust não convenceu a oposição.

O líder do PSDB na Casa, Bruno Araújo (PSDB-PE), defendeu nesta segunda-feira (9) o afastamento de Cunha da presidência da Casa.

“A posição do PSDB e de partidos de oposição é do afastamento do presidente Eduardo Cunha, que faz bem melhor para instituição para o próprio presidente ter o devido tempo para sua defesa.”

A explicação do presidente, na avaliação de Araújo, também não convence à sociedade. Ele destacou que uma coisa é um advogado ouvir a resposta de Cunha. “Outra coisa é o brasileiro que ouve explicações sem compreender.”

"Acho que esse é o ponto e o que de fato a sociedade brasileira vai cobrar da Câmara dos Deputados e, de modo especial, do Conselho de Ética. Acho que o colegiado, obviamente, tem que observar formalidades, mas o que move, seja o conselho ou plenário da Casa, é o conceito político. Ele vale para deputados que já foram julgados no passado, para Eduardo Cunha e eventualmente amanhã para a própria presidente Dilma. O que norteia essa Casa é a percepção política de conexão com a sociedade."

De acordo com ele, os dois membros do PSDB no colegiado já sinalizaram que os fatos apresentados contra Cunha são graves e precisam de uma defesa consistente.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: