NOTÍCIAS
07/11/2015 16:21 -02 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02

Sobe para 25 número de desaparecidos após rompimento de barragens em MG

Doug Patrício / Estadão Conteúdo

Pelo menos três crianças - de 4, 5 e 7 anos - estão entre os desaparecidos do rompimento de duas barragens da mineradora Samarco, nesta quinta-feira, na cidade de Mariana, em Minas Gerais.

De acordo com informações dadas pelo prefeito de Mariana, Duarte Júnior, em entrevista coletiva na tarde deste sábado, o número de desaparecidos subiu para 25 pessoas, incluindo 13 trabalhadores da mineradora e outros 12 moradores de Bento Rodrigues, o distrito onde ocorreu o acidente. O número oficial anterior era de 19 desaparecidos.

As buscas foram retomadas na região nesta manhã e até o momento há confirmação de uma morte.

Segundo informações do G1, o rompimento das barragens destruiu 158 das 180 casas de Mariana. Por conta disso, centenas de pessoas seguem desabrigadas.

De acordo com a Folha de S. Paulo, a mineradora Samarco diz que 253 pessoas, de 70 famílias, foram instaladas pela empresa em hotéis e pousadas de Bento Rodrigues.

O risco de rompimento das barragens do Fundão e Santarém da mineradora Samarco em Mariana (MG) foi alvo de alerta em 2013 pelo Instituto Prístino, instituição particular sem fins lucrativos que realizou um estudo na região a pedido do Ministério Público Estadual (MPE). A promotoria quer saber se foram tomadas medidas preventivas e vai agora pedir o fechamento da mina da Samarco.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: